"Na próxima semana podemos chegar aos 1000 casos por dia", avisa Costa

O primeiro-ministro insiste que o país não pode voltar a parar como em março. "Precisamos de travar a pandemia", afirma.

António Costa avisa que na próxima semana o país pode chegar aos mil casos por dia, caso se mantenha o ritmo de aumento das infeções nos últimos dias.

“Estamos a sofrer um forte crescimento de fortes casos diariamente, a manter-se esta tendência seguramente na próxima semana chegaremos a mil novos casos por dia”, afirmou o primeiro-ministro, no final da reunião do gabinete de crise covid-19.

"Não vamos poder voltar a parar o país como parámos em março. Agora o controlo da pandemia depende da responsabilidade de cada um de nós. Não podemos voltar a privar as crianças e os jovens de não irem à escola, separar as famílias no Natal como aconteceu na Páscoa, por isso temos mesmo de travar a pandemia por nos próprios", apontou, lembrando cinco regras "fundamentais":

1) uso da máscara;

2) manter a higiene regular das mãos ao longo de todo o dia;

3) respeitar a etiqueta respiratória;

4) manter o afastamento físico adequado a cada circunstância; e

5) utilização da aplicação StayAway Covid.

Custo "brutal"

O primeiro-ministro refirmou a necessidade de cumprir as regras. "Se todos cumprirmos estas regras conseguiremos controlar a pandemia e podemos garantir que o ano letivo vai decorrer sem sobressaltos e sobretudo garantir a proteção do emprego e do rendimento das famílias", sublinhou o chefe do Governo.

"O custo social do confinamento foi brutal e o sofrimento pessoas foi enorme. A dor nas famílias foi enorme e temos de evitar que isso tudo outra vez", apontou António Costa, acreditando que o aumento do número de casos não está relacionado com a reabertura do ano letivo.

"Não há razões para medo. Mas há razões para todos termos cautela", avisou o primeiro-ministro, afirmando que "neste caso não há opção" e que "todos temos de cumprir as regras", acrescentou.

Notícia atualizada às 14h40 com mais declarações do primeiro-ministro.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de