Afinal, são 15 os concelhos deixam de estar na lista de risco elevado

Tal como aconteceu no passado fim de semana, o Governo atualizou a lista dos concelhos com mais casos. O primeiro-ministro tinha referido inicialmente 17, mas Golegã e Caldas da Rainha nunca estiveram na lista.

O Governo atualizou este sábado a lista de concelhos considerados de risco elevado, retirando uns e acrescentando outros. O conjunto de municípios na nova listagem são agora 213, mais 22 do que a anterior lista, que incluía 191 concelhos.

O primeiro-ministro, António Costa, revelou que 15 concelhos passaram de situação de risco para risco moderado, enquanto 39 passam a ser concelhos de risco menos elevado e 174 mantêm-se num dos três escalões de risco elevado.

Os critérios foram alterados e passam a existir quatro escalões para classificar os concelhos: risco moderado (com menos de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias), risco elevado (240 a 480 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias), risco muito elevado (480 a 960 novos casos) e extremamente elevado (mais de 960).

Consulte a lista de concelhos que saem da lista de risco elevado:

• Aljustrel;
• Alvaiázere;
• Beja;
• Borba;
• Carrazeda de Ansiães;
• Ferreira do Alentejo
• Fornos de Algodres;
• Santa Comba Dão;
• São Brás de Alportel
• Sousel;
• Tábua;
• Tavira;
• Vila Real de Santo
António;
• Vila Velha de Ródão;
• Vila Flor.

Nestes concelhos mantém-se a proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 05 da manhã, mas também o recolher obrigatório durante as tardes do fim de semana e o teletrabalho é obrigatório.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de