Construir habitação nova custa mais 12,9%

No espaço de um ano, os produtos cerâmicos registaram um aumento de 80%.

Sónia Santos Pereira
 © Artur Machado/Global Imagens

Os custos de construção de habitação nova apresentam um crescimento homólogo de 12,9% em junho, com o aumento dos preços dos materiais a dar mostras de uma ligeira desaceleração, divulgou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE)..

Os dados do Índice de Custos de Construção de Habitação Nova (ICCHN) de junho ainda são previsionais, mas o INE adianta já que a estimativa aponta para um aumento homólogo de 12,9%,, inferior em 0,6 pontos percentuais (pp) face a maio.

Os preços dos materiais registaram um aumento homólogo de 17,2% em junho, desacelerando 1,6 pp. face ao mês anterior.

Os materiais que mais contribuíram para esta evolução foram os cerâmicos, com crescimentos homólogos de cerca de 80%, o gasóleo e os aglomerados e ladrilhos de cortiça apresentaram aumentos acima dos 30% e os aços, as madeiras e derivados de madeira e as obras de carpintaria e os tubos de PVC registaram subidas superiores a 20%.

O custo da mão-de-obra aumentou 6,9%, quando em maio tinha subido 6,2%.

Tendo maio como comparação, o ICCHN apresentou um aumento de 0,4%. O custo dos materiais diminuiu 0,7% e o custo da mão-de-obra aumentou 2,1%.

Mais Notícias

Veja Também

Outros Conteúdos GMG