Atividade económica acelera quando se aguardam por novas medidas de combate à pandemia

Segundo o Banco de Portugal, a atividade económica melhorou na terceira semana de novembro, face à anterior, numa altura em que aumenta o número de casos de Covid-19 e se aguarda por novas medidas restritivas.

O indicador diário de atividade económica (DEI), que retrata em tempo quase real a evolução da economia portuguesa, aponta na terceira semana de novembro para uma variação superior à da semana anterior, anunciou esta quinta-feira o Banco de Portugal (BdP).

"O indicador diário de atividade económica (DEI), que retrata em tempo quase real a evolução da economia portuguesa, aponta na segunda semana de novembro para uma variação superior à da semana anterior, divulgou hoje o Banco de Portugal", refere a nota do regulador da banca.

A aceleração da atividade económica nacional ocorre ao mesmo tempo que o número de casos de Covid-19 aumenta. Já se fala numa quinta vaga da pandemia e o Governo está a preparar novas regras, sendo este contexto o tema principal do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

Com a grande maioria dos dias de novembro acima das mil infeções diárias e um aumento progressivo dos internamentos, estão em cima da mesa o regresso do controlo de fronteiras, de novo a exigência de certificado digital para acesso a restaurantes, bem como o uso obrigatório de máscara em grandes eventos (jogos de futebol, por exemplo) e espaços comerciais, além do reforço das necessidades de teste e de vacinação e de nova recomendação ao teletrabalho.

Os especialistas defendem a aceleração do ritmo da administração da terceira dose de reforço da imunização contra a covid-19 (uma segunda dose para quem tomou a vacina da Janssen). Entretanto, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) vai autorizar vacina para crianças dos 5 aos 11 anos.

Apesar do regresso de um novo impacto da pandemia no país, sobretudo na época do Natal, o ministro das Finanças, João Leão, rejeita a ideia que as restrições que venham a ser determinadas pelo Governo para mitigar a já denominada quinta vaga da Covid-19 afetem a atividade das empresas. Numa entrevista conjunta ao "Público" e Rádio TSF, o governante garantiu que o Executivo tem apoios preparados "em função das medidas que forem tomadas".

O que é o DEI?
O DEI é um indicador lançado recentemente pelo BdP para identificar "mais facilmente" alterações abruptas na atividade económica, mas não constitui uma previsão oficial do BdP ou do Eurosistema.

Divulgado semanalmente à quinta-feira, com informação até ao domingo precedente, o DEI cobre diversas dimensões correlacionadas com a atividade económica em Portugal, sumariando a informação das seguintes variáveis diárias: tráfego rodoviário de veículos comerciais pesados nas autoestradas, consumo de eletricidade e de gás natural, carga e correio desembarcados nos aeroportos nacionais e compras efetuadas com cartões em Portugal por residentes e não residentes.

Conforme explica o BdP, a utilização deste tipo de dados de alta frequência "intensificou-se na sequência da crise desencadeada pela pandemia de covid-19", já que, dado o "curto desfasamento" da sua divulgação face ao período de referência, permitem "identificar atempadamente alterações bruscas na atividade económica".

O DEI é normalizado de tal forma que a sua média trimestral tenha a mesma média e desvio-padrão da taxa de variação homóloga trimestral do PIB nos últimos anos e, para além do indicador diário, também se apresenta a média móvel centrada de sete dias numa frequência diária por forma a mitigar alguma irregularidade presente nas séries diárias.

Uma vez que a evolução recente do DEI se encontra "fortemente influenciada por efeitos base decorrentes dos eventos verificados durante 2020, o que afeta de forma significativa a evolução homóloga da atividade em 2021", o banco central divulga também a evolução da taxa bienal, de forma a mitigar a influência destes efeitos base acumulando a variação, em dias homólogos, para um período de dois anos.

A data prevista para próxima divulgação do DEI é 2 de dezembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de