Combate ao desperdício alimentar em debate

No Dia Internacional de Consciencialização sobre Perda e Desperdício de Alimentos, o movimento Unidos Contra o Desperdício organiza um encontro em Lisboa de sensibilização para esta matéria.

Esta quarta-feira, 29 de setembro, Dia Internacional de Consciencialização sobre Perda e Desperdício de Alimentos, realiza-se um encontro no Banco Alimentar de Lisboa para sensibilizar os cidadãos para esta problemática que, em Portugal, se traduz em mais de um milhão de toneladas anuais de alimentos que acabam no lixo.

No encontro, organizado pelo movimento Unidos Contra o Desperdício, serão colocadas em cima da mesa questões como boas práticas para evitar este problema e o compromisso coletivo que a sociedade precisa de assumir para garantir um futuro mais sustentável. Como lembra a organização, o mundo desperdiça todos os anos 1/3 dos alimentos que são produzidos.

O evento vai contar com a participação de representantes do Governo, dos setores públicos e privados da cadeia alimentar e de instituições particulares de solidariedade social, entre outros. O Presidente da República. Marcelo Rebelo de Sousa, junta-se à iniciativa, com a mensagem "E agora? Todos contra o desperdício?", que será transmitida no final do encontro.

Mas antes e a partir das 17 horas, temas como "Unidos contra o desperdício, num compromisso com as gerações futuras", "O social, o público e o privado, unidos contra o desperdício", "Marcas unidas contra o desperdício" e "Um compromisso unido contra o desperdício" serão analisados e debatidos.

Um problema mundial

A ONU estima que 1/3 dos alimentos produzidos anualmente a nível mundial são perdidos ou desperdiçados, sendo que este problema afeta toda a cadeia de abastecimento alimentar, desde a produção, transformação, comercialização e consumidores. O desperdício contribui também para a emissão de cerca de 8% do total de gases com efeito de estufa.

Mas esses excedentes podem ser utilizados para a alimentação humana, dando resposta aos problemas de subnutrição, que afetam cerca de 795 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo o Programa Alimentar Mundial.

Preocupada com todas as componentes deste problema à escala mundial, a ONU definiu a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, com o objetivo de reduzir em 50% o desperdício global de alimentos até 2030, desde a produção até ao consumidor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de