Gasolina 4 cêntimos acima do preço eficiente da ERSE e gasóleo 1,5 cêntimos

Relatório semanal da ERSE mostra que o preço de pórtico, ou seja, o valor médio reportado pelos operadores, foi mais alto do que o previsto pelo regulador. Mas, contabilizando os descontos praticados no mercado, a gasolina foi vendida, em média, 0,2 cêntimos abaixo e o gasóleo 3,6 cêntimos mais barato

Gasolina e gasóleo estiveram a semana passada a ser vendidos nos postos de combustível acima do preço eficiente calculado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. De acordo com o relatório semanal emitido pela ERSE, o preço de pórtico da gasolina 95 simples esteve, em média, quatro cêntimos acima por litro e o gasóleo custou, em média, 1,5 cêntimos a mais do que o valor determinado por esta entidade.

O "preço eficiente" é um preço médio semanal determinado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos e que resulta da soma das várias componentes, designadamente das cotações dos combustíveis nos mercados internacionais, dos fretes marítimos, da logística primária - incluindo nesta parcela as reservas estratégicas e de segurança do Sistema Petrolífero Nacional -, bem como dos sobrecustos com a incorporação de biocombustíveis. Contempla, ainda, a componente de retalho acrescida dos impostos respetivos, explica a ERSE.

E para a semana de 20 a 26 de junho calculou a ERSE que o preço eficiente da gasolina 95 simples foi de 2,115 euros por litro, sendo que o preço médio praticado no mercado, o chamado preço de pórtico - o valor médio reportado pelo operadores de postos de abastecimento de venda ao público no Balcão Único da Energia, correspondendo à oferta comercial de base, isenta de descontos, cartões de frota, e outros, avança ainda a ERSE, - foi de 2,155 euros. São quatro cêntimos a mais, correspondentes a 1,9%.

Já no gasóleo, o preço eficiente estabelecido pela ERSE foi de 2,129 euros, mas o preço de pórtico do conjunto dos operadores foi de 2,145 euros, 1,5 cêntimos mais alto, correspondente a mais 0,75%.

Mas a ERSE faz também a respetiva comparação do seu preço eficiente com o preço com descontos praticado no mercado, valor este que é apurado "com base nos preços comunicados pelos postos de combustível, ponderados com as quantidades vendidas do último período conhecido, incorporando os descontos praticados nos postos de abastecimento, como cartões frota e outros". E nesse caso, os valores do mercado estiveram abaixo do preço eficiente.

No caso da gasolina simples, o preço com descontos foi 2,113 euros, ou seja, 0,2 cêntimos abaixo do preço eficiente. Percentualmente foi uma redução de 0,1%. Já no gasóleo, o preço com desconto praticado no mercado nacional foi, em média, de 2,093 euros, o que corresponde a um valor que é 3,6 cêntimos mais barato do que o preço eficiente, ou seja, 1,7% abaixo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de