Infraestruturas de Portugal vai investir mais de 35 milhões em reabilitação e manutenção

A Infraestruturas de Portugal (IP) disse hoje prever um investimento de mais de 35 milhões de euros para a reabilitação e manutenção de estruturas rodoviárias e ferroviárias a seu cargo, durante este ano.

"Desde 2010, foram investidos cerca de 300 milhões de euros na reabilitação e manutenção das obras de arte [inclui pontes, viadutos, túneis, passagens hidráulicas, entre outras], sendo que, em 2021, a IP prevê investir mais de 35 milhões de euros nesta atividade", avançou a gestora de infraestruturas ferroviárias e rodoviárias, em comunicado.

A IP salientou que o "relevante investimento efetuado ao longo dos últimos anos, com a realização de inspeções a todas as estruturas e a atempada definição de uma estratégia de intervenções devidamente programadas, contribuíram decisivamente para o incremento do nível de qualidade e conservação das estruturas".

De acordo com as inspeções levadas a cabo no ano passado, o estado de conservação de 90% das obras de arte a cargo da IP (inclui pontes, viadutos, túneis, passagens hidráulicas, entre outras) varia entre o razoável e o bom.

Segundo a IP, "este indicador tem vindo a verificar uma evolução favorável ao longo dos últimos anos", sustentada pela implementação do Sistema de Gestão de Obras de Arte (SGOA), que incorpora um conjunto de informação recolhida através das cerca de 4.000 ações inspetivas que a IP faz anualmente.

A gestora de infraestruturas garantiu, ainda, ter planos para todas as obras de arte identificadas com necessidade de intervenção no curto prazo.

A IP tem a seu cargo a gestão de quase 7.800 obras de arte, das quais cerca de 5.800 (75%) pertencem à rede rodoviária e 2.000 (25%) integram a rede ferroviária nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de