Mais 413 infetados e 7 mortes por covid-19 em Portugal. Lisboa com 77% dos casos

Portugal registou mais 413 casos por coronavírus e mais sete mortes nas últimas 24 horas, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado este sábado, 4 de julho, pela Direção-Geral da Saúde (DGS). No total, o país teve 43 560 pessoas infetadas e 1605 vítimas mortais devido à covid-19.

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou mais 317 infetados nas últimas 24 horas, ou seja, tem cerca de 77% do total de novos casos de covid-19. A região Norte tem 59 novos casos, o Centro, soma mais 20, o Alentejo com 13 (tem a subida percentual mais expressiva, de 2,6%) e a região Sul com 4. Os Açores e a Madeira não registaram qualquer caso nas últimas 24 horas.

Os mortos ocorridos nas últimas 24 horas foram todos também registados nesta região (que tem já um total de 498 vítimas mortais). Neste momento há 489 doentes internados, dos quais 73 em UCI.

O boletim mostra ainda que 6 pessoas deixaram de estar internadas (são agora 489), mas há mais uma nos cuidados intensivos (num total de 73). O país conta com 43.569 casos confirmados desde o início da pandemia, sendo que 28.772 pessoas já recuperaram (mais 348 do que ontem).

Medicamento contra a covid-19 vai custar 2 mil euros por paciente

A farmacêutica Gilead Sciences já estabeleceu o preço para o tratamento à covid-19 com Remdesivir, o primeiro medicamento recomendado pela Agência Europeia de Medicamentos (AEM) para ser usado contra a infeção pelo novo coronavírus na União Europeia, noticia o DN. Um fármaco que Portugal já está a usar em “doentes graves”.

A empresa vai cobrar 2.340 dólares (cerca de 2.082 euros) pelo tratamento de cinco dias, sendo que um frasco de Remdesivir vai ser vendido a 390 dólares (cerca de 347 euros) aos governos dos países desenvolvidos, segundo o comunicado da Gilead, citado pela agência Bloomberg.

Coronavírus - sintomas

LEIA AQUI TODA A COBERTURA SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de