Número de funcionários públicos aumentou 3% até março. Há quase 726 mil trabalhadores no Estado

Face ao final do ano passado, há mais 6828 funcionários públicos. Profissionais de saúde foram os que mais contribuíram para este aumento.

No final de março deste ano, existiam quase 726 mil funcionários públicos, aproximando-se dos valores pré-troika, revelam os dados divulgados esta segunda-feira pela Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP).

"A 31 de marçode 2021, o emprego no sector das administrações públicas situou-se em 725 775 postos de trabalho, assinalando um aumento de 6828 postos de trabalho, face a 31 de dezembro de 2020", indica a síntese do emprego público, acrescentando que "em termos homólogos, o emprego aumentou 3%, distribuído essencialmente entre a administração central (+3,3%, correspondente a mais 17 614 postos de trabalho) e a administração local (+2,5%, correspondente a mais 3044 postos de trabalho)."

O aumento do número de funcionários públicos deveu-se sobretudo à entrada de profissionais de saúde, seguindo-se a educação. "Na administração central, o aumento de emprego verificou-se essencialmente nas entidades públicas empresariais (EPE) do Serviço Nacional de Saúde (+7892)e nos estabelecimentos de educação e ensino básico e secundário (+5917)", lê-se na síntese trimestral.

Em termos de carreiras, o acréscimo deveu-se aos assistentes operacionais (+2868), enfermeiros (+2 695), médico (+843)e de técnico de diagnóstico e terapêutica (+676)e nos estabelecimentos de educação e ensino básico e secundário, os educadores de infância e docentes do ensino básico e secundário (+3473), bem como os assistentes operacionais (+1785)", refere a DGAEP.

Em atualização

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de