Portugal é o sétimo país da União Europeia onde o preço das casas mais subiu no último trimestre de 2020

Luxemburgo, Dinamarca e Lituânia lideram a lista de Estados-membros onde os preços dos imóveis para habitação mais subiram no quarto trimestre do ano passado, quando comparados com o período homólogo do ano anterior.

Portugal é o sétimo país da União Europeia onde o preço das casas mais subiu no último trimestre do ano passado, quando comparado com igual período do ano passado, indicam as estatísticas publicadas esta quinta-feira pelo Eurostat.

Em Portugal, entre outubro de dezembro de 2020, os preços dos imóveis para habitação subiram 8,6% face ao quarto trimestre de 2019 e 2,1% na variação em cadeia. Entre os Estados-membros para os quais há dados disponíveis, os maiores aumentos homólogos dos preços das casas no quarto trimestre de 2020 foram observados no Luxemburgo (16,7%), Dinamarca (9,8%) e Lituânia (9,4%).

O preço das casas aumentou 5,4% na zona euro no quarto trimestre de 2020, a maior subida desde o quarto trimestre de 2006, e 5,7% na União Europeia (UE), face ao período homólogo, divulga o Eurostat. Ainda segundo o gabinete estatístico europeu, a subida homóloga dos preços das casas acelerou entre outubro e dezembro, face à registada no terceiro trimestre de 2020: 4,9% e 5,3%.

Na comparação em cadeia, nos últimos três meses de 2020 os preços dos imóveis para habitação subiram 1,4% na zona euro e 1,3% na UE, depois de no trimestre anterior terem aumentado, respetivamente, 1,3% e 1,4%.

Em comparação com o trimestre anterior, os maiores aumentos foram registados em Chipre e Luxemburgo (ambos 4,7%), Lituânia (3,9%) e Estónia (3,8%), tendo sido observadas quebras em Espanha (-0,8%) e Hungria (-0,7%).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de