Comércio

Negócio e vendas no comércio a retalho crescem em maio

Vendas a retalho

Segundo o INE, o crescimento do negócio do comércio a retalho teve origem na "evolução do agrupamento de produtos alimentares".

As vendas no comércio aumentaram 5,2% em maio, na comparação homóloga, informou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE), que assinalou ainda os crescimentos nos índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas no setor.

Segundo os dados divulgados, o índice de volume de negócios no comércio a retalho subiu 4,2 pontos percentuais (p.p.) em relação a abril, tendo o aumento sido justificado pela “evolução do agrupamento de produtos alimentares, que passou de uma variação de -0,4% em abril para 4,9% em maio”.

Por seu lado, o grupo dos produtos não alimentares apresentou uma subida de 5,5% (contra 2,2% em abril).

O índice agregado cresceu 6,8% em maio (1,8% no mês precedente).

Em termos de emprego, o índice continuou a crescer em maio, para 3,2%, depois de no mês anterior ter evoluído positivamente em 3,1%.

A subida mensal deste índice foi de 0,8% (igual à registada no mesmo período de 2017).

As remunerações efetivamente pagas cresceram, em termos homólogos, 3,1% (5,0% em abril), enquanto face ao mês anterior este índice aumentou 0,5% (2,3% em maio de 2017).

O índice de horas trabalhadas, ajustado de efeitos de calendário, cresceu 1%, na comparação com o mesmo período do ano passado (aumento de 0,3% no mês anterior).

Quando comparado com abril, o mesmo índice subiu 1,7% (1,0% no mesmo mês do ano anterior).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Fotografia: Global Imagens

Preço das casas já recuperou das quedas da crise

Joe Berardo

Processo de bancos contra Berardo já avançou

(Fábio Poço/Global Imagens)

Alojamento Local. Há 11 desistências por dia desde que nova lei entrou em vigor

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Negócio e vendas no comércio a retalho crescem em maio