Nem contagem nem quarentena: covid passa a ser uma doença como as demais em Singapura

País que tem liderado a contenção e o combate ao novo coronavírus prepara-se para acabar com todas as restrições e começar a tratar a covid como qualquer outra doença.

A proposta vem de três membros da task force de Singapura contra a covid e resume-se a integrar a covid no rol de doenças com as quais a sociedade - e os serviços de saúde - lida no dia a dia. Normalizar é a palavra de ordem relativamente ao que ainda é abordado no mundo como uma pandemia, com os correspondentes alertas e restrições. E a estratégia, num momento em que o mundo se vira para a variante Delta, passa por acabar com confinamentos e rastreamento de contactos de risco e voltar gradual mas sustentadamente às viagens sem restrições e grandes ajuntamentos.

"A covid não vai desaparecer; a boa notícia é que é possível as sociedades viverem com esta doença", resumiram num artigo de opinião coassinado os ministros do Comércio, das Finanças e da Saúde de Singapura, Gan Kim Yong, Lawrence Wong e Ong Ye Kung, respetivamente. "Podemos tratar a covid como a influenza, a doença das mãos, és e boca ou o sarampo e voltar às nossas vidas."

A proposta "Zero Transmissão" inclui parar de contar e apresentar números diários de contágios, internamentos e mortes relacionadas com o novo coronavírus. E deverá ser alargada a outros territórios asiáticos, incluindo Hong Kong e outros dos maiores centros de negócios da região.

A ideia é tratar a covid como outras doenças - e viver com ela como convivemos com as demais - com a noção de que não irá desaparecer mas antes se tornará tão comum como qualquer outra, requerendo cuidados de saúde como qualquer outra. Mas não mais do que qualquer outra.

A chave para conseguir este objetivo passa pela vacinação em larga escala e sem contemplações, num momento em que Singapura planeia chegar a dois terços da população totalmente inoculada na primeira semana de agosto.

Leia mais no artigo original: aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de