streaming

Netflix assegura direitos globais da série Seinfeld

Foto: DR
Foto: DR

É oficial: depois de perder Friends, Netflix garante direitos globais para transmitir em streaming série de culto Seinfeld mas só em 2021

Na intensa guerra do streaming que envolve cada vez mais empresas, a Netflix tem visto chegaram um atrás de outro rivais de peso com serviços de conteúdos vídeo em plataforma de streaming. No início deste ano a Netflix ficou a saber que vai ter de ceder em 2020 uma das suas séries mais bem sucedidas, Friends, à HBO que passa a ter um serviço rival em breve (em Portugal já existe o HBO Portugal).

Agora a Netflix respondeu trazendo para a ribalta do streaming a série Seinfeld. A empresa conseguiu garantir os direitos globais de transmissão daquela que é uma das séries mais relevantes dos anos 1990, tal como Friends. O acordo firmado com a Sony Pictures Television, que controla a distribuição de Seinfeld, será anunciado na segunda-feira, indicam fontes da empresa ao LA Times.

A Netflix vai oferecer todos os 180 episódios de Seinfeld para a maioria de seus 151 milhões de subscritores em todo o mundo quando o acordo de cinco anos entrar em vigor em 2021. Até agora, a série só passava no serviço Hulu, nos EUA, e na Amazon Prime mas só em alguns territórios selecionados. A Hulu está a pagar 150 milhões de dólares por ano e o contrato termina em 2021.

Seinfeld

Além de Jerry Seinfeld, série tinha personagens icónicas como George Costanza, Elaine Benes e Cosmo Kramer.

“Seinfeld é um programa único, icónico e que definiu a cultura”, disse Mike Hopkins, presidente da Sony Pictures Television, em comunicado enviado ao Los Angeles Times. “Agora, 30 anos após a sua estreia, Seinfeld continua a ser importante. Estamos entusiasmados com esta parceria com a Netflix para levar esta série tão amada aos fãs atuais e a novos públicos em todo o mundo”.

A Netflix também perdeu os direitos de outra série de culto, The Office, para outro rival. A NBCUniversal terá pago 500 milhões de dólares para contar com a série em 2021. A WarnerMedia ofereceu 425 milhões de dólares para ficar com Friends durante cinco anos.

Indica o LA Times que a Netflix terá pago bem mais do que os 500 milhões de dólares para garantir Seinfeld a nível mundial. A Netflix terá sido particularmente agressiva na tentativa de garantir Seinfeld, uma das poucas séries de comédia com potencial de atrair várias gerações. A série que atirou o comediante Jerry Seinfeld para a fama é conhecida por ser uma “série sobre nada”, onde acompanhamos a vida solteira do comediante e dos seus amigos peculiares em Manhattan. Foi transmitida de 1989 a 1998 na NBC e terminou numa altura em que ainda número 1 no horário nobre da estação.

“Seinfeld é a comédia de televisão que serve de referência para todas as comédias de televisão”, disse Ted Sarandos, diretor de conteúdos da Netflix, em comunicado. “É tão refrescante e divertido como sempre e estará disponível para o mundo em 4K pela primeira vez.”

Nos próximos cinco anos de licenciamento, a Netflix recebeu ofertas da Hulu, Amazon, WarnerMedia, NBCUniversal e Viacom, que controla o serviço de streaming CBS All Access desde a sua fusão com a CBS Corp., de acordo com pessoas familiarizadas com as discussões que não foram autorizadas comentar.

Os direitos de Seinfeld, série produzida pelo estúdio já extinto Castle Rock, estão espalhados por várias entidades, incluindo WarnerMedia, CBS, Seinfeld e o seu co-criador, Larry David. Todos vão partilhar a receita do novo acordo milionário com a Netflix, depois da Sony receber uma parte significativa como distribuidora do programa.

Jerry Seinfeld tem já uma relação fiel com a Netflix. É lá que passam alguns documentários sobre o sucesso da série e também o bem sucedido programa de entrevistas a comediantes, Comedians in Cars Getting Coffee.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
António Costa, primeiro-ministro. ( Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Conheça a composição do novo Governo de António Costa

António Costa, primeiro-ministro. ( Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Conheça a composição do novo Governo de António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro das Finanças, Mário Centeno. Fotografia: MÁRIO CRUZ/LUSA

Centeno adia esboço orçamental de 2020 até quarta de manhã

Outros conteúdos GMG
Netflix assegura direitos globais da série Seinfeld