Turismo

Nortenhos são os que mais querem viajar

Praia algarvia. Fotografia: Nuno Jesus
Praia algarvia. Fotografia: Nuno Jesus

Residentes no Porto e Norte lideram nas intenções de fazer férias fora de casa neste verão. Gasto médio por pessoa será de 425€.

Os residentes no Porto e Norte lideram nas intenções de fazer férias fora de casa neste verão (84%), de acordo com um inquérito realizado pelo Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), com o apoio da Soltrópico.

Menos vontade de viajar têm os habitantes de Lisboa e Vale do Tejo, que surgem em segundo lugar (80%) e os do Centro (78%).

Num total de 768 inquiridos, 8,2% revelaram que não vão fazer férias em qualquer período deste ano, sobretudo, por motivos financeiros, segundo o estudo feito pela primeira vez via Facebook, entre 9 e 25 de maio, com uma metodologia que inviabiliza comparações com inquéritos anteriores para a maior parte das questões colocadas.

Dos 91,8% que tencionam fazer férias ao longo deste ano, a maior parte (40%) vai usar dois períodos para o fazer. Serão gozadas entre junho e setembro, para 86,1% das pessoas. Destes, 90% tencionam gozá-las fora da sua área de residência. Os restantes 10% farão as férias em casa.

Quem vai usufruir das férias noutra época (5,7%), alega fazê-lo por ter de trabalhar nos meses do verão.

Em termos de habilitações literárias, as pessoas com mestrado ou doutoramento (85%) são as que revelam mais intenções de fazer férias, surgindo os hotéis de quatro estrelas como os mais procurados. A casa alugada é a segunda opção.

No contexto, compreende-se ser intenção dos que vão sair de casa gastar uma média global de 425€, com um gasto médio por noite na ordem dos 57€, sendo a duração média do descanso laboral até uma semana.

Entre os viajantes, a maior parte (51%) prefere destinos nacionais. Sem surpresa, o Algarve surge no topo das preferências, seguido do Alentejo, do Centro e de Lisboa e Vale do Tejo. O Porto e Norte são a quinta escolha.

Nos destinos estrangeiros, Espanha é o principal eleito pelos portugueses. Fora da Europa, Cabo Verde lidera.

A escolha do Algarve está consistente com o gosto dos inquiridos por “sol e mar”. Ou seja, 65,4% querem gozar férias em locais com praia. As motivações culturais surgem em segundo lugar, um dado assinalado por Jorge Costa, presidente do IPDT, como um “sinal muito positivo” para o setor.

Mas se o clima é determinante na escolha do destino, a relação qualidade/preço é a segunda razão mais importante, o que leva Jorge Costa a comentar: “Portugal não é um destino caro, mas tem um serviço de qualidade”.

Reservas são online

Na boa tradição nacional, entre quem respondeu que ia fazer férias fora de casa, 51% disseram ainda não ter feito reservas, mas apontaram a Internet como forma preferencial para o fazer, tanto para o alojamento como para viagens aéreas. Mesmo assim, ainda há uma fatia de 37% que disseram preferir recorrer a agências de viagens para marcar férias.

Na Internet, a plataforma booking.com surge como o principal meio de reserva, embora haja outras escolhas, como e-dreams, trivago ou tripadvisor. Já os websites mais procurados para os voos são o da Ryanair, da TAP e da easyJet.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
apple one

Apple One junta vários serviços, chega a Portugal mas com limitações. O que tem

A  90ª edição da Micam, a feira de calçado de Milão, está agendada para os dias 20 a 23 de setembro, com medidas de segurança reforçadas. Fotografia DR

Calçado. Micam arranca este domingo e até há uma nova marca presente

Os ministros da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva (C), Economia, Pedro Sia Vieira (E) e do Trabalho Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho (D). MANUEL DE ALMEIDA/POOL/LUSA

Portugal é o quarto país da UE onde é mais difícil descolar do mínimo

Nortenhos são os que mais querem viajar