Educação

Nova no top 4 europeu no ranking de ensino do Times Higher Education

fcsh - universidade nova

Os indicadores organizam-se em quatro pilares: recursos, envolvimento, resultados e ambiente.

A Universidade Nova de Lisboa está entre as quatro melhores jovens universidades do ranking europeu do Times Higher Education (THE), publicado a 4 de julho.

A nível nacional a Nova destaca-se no ranking que avalia o ambiente de ensino e aprendizagem que as instituições de ensino superior proporcionam aos alunos, baseando-se, em parte, nos resultados de um inquérito realizado aos estudantes.

Os indicadores organizam-se em quatro pilares: recursos, envolvimento, resultados e ambiente. “Os estudantes são convidados a pronunciarem-se sobre temas como interação com os professores, qualidade dos serviços da instituição, equilíbrio de género entre professores e entre alunos, oportunidades para desenvolver competências que os preparam para uma carreira após a universidade, ambiente multicultural e oportunidades de mobilidade, entre outros”, refere a instituição em comunicado.

A Nova destaca-se ao nível do “ambiente”, componente que inclui equilíbrio de género entre professores e entre alunos, proporção de alunos internacionais e de alunos que participaram em programas de intercâmbio internacionais.

“Ao longo dos anos a Nova tem investido na internacionalização de modo a promover um ambiente multicultural na sala de aula e no ensino, aumentando o número de mestrados e licenciaturas lecionados em Inglês”, afirma o vice-reitor, João Amaro de Matos. “Esta estratégia tem permitido atrair alunos originários de diferentes geografias e culturas. Além disso, tem vindo a desenvolver uma rede de parcerias empresariais e académicas que facilitam a ligação ao mercado de trabalho e a colocação dos alunos a nível nacional e internacional.”

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Utentes à saída de um cacilheiro da Transtejo/Soflusa proveniente de Lisboa, em Cacilhas, Almada. MÁRIO CRUZ/LUSA

Salário médio nas empresas em lay-off simplificado caiu 2%

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Empresas já podem candidatar-se ao novo lay-off

App TikTok

Microsoft estará interessada na compra da operação global do TikTok

Nova no top 4 europeu no ranking de ensino do Times Higher Education