formação

Nova SBE é a 34ª melhor escola de gestão do mundo

Instalações do novo campus da Nova School of Business & Economics (Nova SBE), em Carcavelos (TIAGO PETINGA/LUSA)
Instalações do novo campus da Nova School of Business & Economics (Nova SBE), em Carcavelos (TIAGO PETINGA/LUSA)

Nova School of Business & Economics é a única portuguesa a integrar o 'ranking' que elege as melhores instituições de ensino de gestão do mundo.

A Nova SBE voltou a integrar o ranking internacional do The Economist, na categoria “Master in Management”, referente à turma que graduou em 2018. A lista avalia o desempenho dos mestrados de gestão das business schools do mundo, com base em critérios como empregabilidade, reach e diversidade de recrutadores e línguas de ensino.

O mestrado em International Management colocou a Nova SBE no 34.º lugar da lista de escolas internacionais distinguidas, sendo a única portuguesa no ranking que elege as melhores instituições de ensino de gestão ao nível mundial, anuncia em comunicado.

“A posição que ocupamos mostra que estamos no caminho certo, no de consolidação da nossa estratégia de internacionalização. Mas este instrumento, a nosso ver, não releva toda a dimensão do nosso papel e contributo, intangível, enquanto escola”, salienta Daniel Traça, dean da Nova SBE. “Não nos permite medir o impacto da dedicação de professores que diariamente formam os nossos alunos, do staff que proporciona uma experiência única e enriquecedora, dos Alumni que acompanham e inspiram e dos nossos parceiros que desafiam e dão oportunidades para aos alunos criarem e experienciarem”.

O mestrado em questão foi criado para alunos nacionais e internacionais de qualquer área que pretendem ter formação em gestão. Os programas incluem disciplinas centrais de gestão, mas também áreas de especialidade, cadeiras optativas e módulos de desenvolvimento profissional.

Rita Campos e Cunha, associate dean, Pre-Experience Studies da Nova SBE, explica o feito alcançado, frisando que “o reconhecimento internacional do Mestrado em Gestão é reflexo do trabalho de melhoria contínua do programa, quer em termos dos seus conteúdos técnico-científicos, quer no desenvolvimento das competências humanas, que visam preparar os líderes do futuro: com motivação para aprenderem sempre, com qualidades éticas e preocupação com as pessoas e os seus problemas reais”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Ricardo Mourinho Félix, Secretário de Estado Adjunto e das Finanças. 
( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

“Cidadãos não vão tolerar situações que ponham estabilidade financeira em risco”

Lisboa, 22/11/2019 - Money Conference, Governance 2020 – Transparência e Boas Práticas no Olissippo Lapa Palace Hotel.  António Horta Osório, CEO do Lloyds Bank

( Filipa Bernardo/ Global Imagens )

Horta Osório: O malparado na banca portuguesa ainda é “muito alto”

Outros conteúdos GMG
Nova SBE é a 34ª melhor escola de gestão do mundo