Novo Banco

Novo Banco: Mário Centeno ouvido à porta fechada

ajudas banca estado bpn cgd défice
Mário Centeno, ministro das Finanças Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

A audição do ministro das Finanças hoje no parlamento sobre o Novo Banco vai ser à porta fechada, para impedir "qualquer perturbação do processo".

A audição do ministro das Finanças hoje no parlamento sobre o Novo Banco vai ser à porta fechada, tal como as do governador do Banco de Portugal e do presidente do Fundo de Resolução, para impedir “qualquer perturbação do processo”.

Mário Centeno está hoje na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa (COFMA), onde será ouvido pelos deputados relativamente a dois assuntos: a Conta Geral do Estado de 2014 e o processo de alienação do Novo Banco.

No início dos trabalhos, a presidente da comissão parlamentar, a deputada social-democrata Teresa Leal Coelho, afirmou que a primeira parte da audição (sobre a Conta Geral do Estado de 2014) será aberta aos jornalistas, mas que a segunda parte (sobre o Novo Banco) será “à porta fechada”.

A deputada disse que esta parte da audição de Mário Centeno será fechada “para que o processo de alienação do Novo Banco não seja afetado com ruído que possa decorrer da amplificação do que será discutido nessa matéria” e para que o ministro das Finanças “tenha melhores condições para responder às questões que lhe são colocadas”.

Teresa Leal Coelho disse, entretanto, à Lusa que também as audições do governador do Banco de Portugal (requerida pelo BE) e do presidente da comissão executiva do Fundo de Resolução (requerida pelo PCP) decorrerão à porta fechada.

“Foi do entendimento da COFMA que não iremos contribuir para qualquer perturbação do processo de venda [do Novo Banco] que é de relevante interesse nacional”, disse ainda a deputada, que apresentou a proposta para que “as audições fossem à porta fechada e com dever de sigilo para todos os participantes”.

Esta proposta, que foi discutida na semana passada, foi aprovada com os votos favoráveis do PSD e do PS e com os votos contra dos restantes grupos parlamentares.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
António Costa Silva partex

Costa Silva. Um astronauta ao contrário para remexer a fundo no país?

TIAGO PETINGA/LUSA

António Mexia recusou responder ao juiz Carlos Alexandre no caso EDP

Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital,. Foografia: Manuel de Almeida / LUSA

Siza Vieira. Há 46 mil empresas com pedidos de lay-off renovados

Novo Banco: Mário Centeno ouvido à porta fechada