Novo Banco

Novo Banco: Mário Centeno ouvido à porta fechada

ajudas banca estado bpn cgd défice
Mário Centeno, ministro das Finanças Fotografia: Orlando Almeida / Global Imagens

A audição do ministro das Finanças hoje no parlamento sobre o Novo Banco vai ser à porta fechada, para impedir "qualquer perturbação do processo".

A audição do ministro das Finanças hoje no parlamento sobre o Novo Banco vai ser à porta fechada, tal como as do governador do Banco de Portugal e do presidente do Fundo de Resolução, para impedir “qualquer perturbação do processo”.

Mário Centeno está hoje na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa (COFMA), onde será ouvido pelos deputados relativamente a dois assuntos: a Conta Geral do Estado de 2014 e o processo de alienação do Novo Banco.

No início dos trabalhos, a presidente da comissão parlamentar, a deputada social-democrata Teresa Leal Coelho, afirmou que a primeira parte da audição (sobre a Conta Geral do Estado de 2014) será aberta aos jornalistas, mas que a segunda parte (sobre o Novo Banco) será “à porta fechada”.

A deputada disse que esta parte da audição de Mário Centeno será fechada “para que o processo de alienação do Novo Banco não seja afetado com ruído que possa decorrer da amplificação do que será discutido nessa matéria” e para que o ministro das Finanças “tenha melhores condições para responder às questões que lhe são colocadas”.

Teresa Leal Coelho disse, entretanto, à Lusa que também as audições do governador do Banco de Portugal (requerida pelo BE) e do presidente da comissão executiva do Fundo de Resolução (requerida pelo PCP) decorrerão à porta fechada.

“Foi do entendimento da COFMA que não iremos contribuir para qualquer perturbação do processo de venda [do Novo Banco] que é de relevante interesse nacional”, disse ainda a deputada, que apresentou a proposta para que “as audições fossem à porta fechada e com dever de sigilo para todos os participantes”.

Esta proposta, que foi discutida na semana passada, foi aprovada com os votos favoráveis do PSD e do PS e com os votos contra dos restantes grupos parlamentares.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, acompanhado pela ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, momentos antes de falar aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, 3 de setembro de 2020. MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Défice público chega a 6,1 mil milhões em agosto, mas suaviza face a julho

Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Sinistros automóveis sem seguro custaram 4,7 milhões

Bosch testes rápidos

DGS aprova testes rápidos à covid da Bosch. Primeiro evento é a Volta a Portugal

Novo Banco: Mário Centeno ouvido à porta fechada