Turismo

Novo recorde: Turismo atinge 53,5 milhões de dormidas em 2016

Foto:DR
Foto:DR

Mais proveitos, mais hóspedes e mais dormidas. Pouco surpreendente: o Turismo voltou a quebrar recordes no ano passado.

Mais hóspedes, mais proveitos, estadas mais longas, mais dormidas. Em 2016, o Turismo cumpriu a promessa e voltou a quebrar recordes, mostra esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Ao todo, contabilizaram-se no total do ano 19,1 milhões de hóspedes e 53,5 milhões de dormidas, o que reflete um aumento de 9,8% e 9,6%, respetivamente.

O mercado interno avançou 5,2%, dando um contributo para 15,2 milhões de dormidas e os mercados externos, com um avanço de 11,4%, trouxeram mais 38,3 milhões de dormidas a Portugal.

E, o mais notável, é que houve um aumento do número de visitantes de todos os países de origem: Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Países Baixos, Brasil, Irlanda, Itália, EUA, Bélgica, Suíça, Polónia e Suécia.

Os hóspedes não residentes voltaram a aumentar a sua representatividade no total de visitantes, tendo respondido por 71,5% das dormidas totais, quando um ano anos representavam 70,4%.

Já os proveitos totais avançaram 17% e os de aposento 18%, mais uma vez ultrapassando os valores do ano anterior.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (E), conversa com o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno (D), durante o debate parlamentar de discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), esta tarde na Assembleia da República, em Lisboa, 09 de janeiro de 2020. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Subida do PIB em 2019 chega aos 2,2% com revisão nas exportações de serviços

Foto - Leonardo Negrao

Deco: seguros de saúde não cobrem coronavírus, seguros de vida sim

Foto: D.R.

Easyjet. Ligações de Portugal com Itália não serão afetadas, por enquanto

Novo recorde: Turismo atinge 53,5 milhões de dormidas em 2016