Novos fogos licenciados aumentam 19,6%

O número de fogos novos licenciados pelas autarquias até outubro aumentou 19,6% para 20.108, divulgou a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Segundo a Síntese Estatística de Habitação da AICCOPN, as obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais, licenciadas pelas câmaras municipais, por sua vez, aumentaram 11,2%, em termos homólogos, para 13.961.

Até ao final de outubro, sinaliza, o consumo de cimento no mercado nacional aumentou 16,4%, em termos homólogos acumulados, totalizando 2,8 milhões de toneladas.

Quanto ao novo crédito à habitação concedido pelas instituições financeiras, a AICCOPN estima que tenha subido 5,1% para 8.522 milhões de euros, em termos homólogos acumulados até ao final de outubro.

Contudo, em termos de 'stock' de crédito à habitação, no final de outubro, verifica-se uma ligeira quebra de 0,2%, em termos homólogos, para 93.395 milhões de euros.

O valor médio da habitação para efeitos de avaliação bancária ascendeu a 1.304 euros por metro quadrado, o que traduz uma valorização de 7,6%, face aos 1.212 euros por metro quadrado apurados em outubro de 2018, em resultado de um aumento de 8,8% nos apartamentos e de 5,1% nas moradias.

A região em destaque na publicação da associação é o Norte, onde o número de fogos licenciados em construções novas, nos 12 meses terminados em outubro de 2019, totalizou 10.029, o que traduz um aumento de 24,8%, face aos 8.027 alojamentos licenciados nos 12 meses anteriores.

Destes, 55,1% são de tipologia T3 e 21,1% de tipologia T2.

Quanto aos valores de avaliação bancária na habitação nesta região verificou-se, em outubro, um aumento em termos homólogos de 9% para 1.190 euros por metro quadrado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de