Número de casais com ambos os elementos no desemprego sobe 30% em fevereiro

Dados do IEFP mostram uma subida face a janeiro deste ano e comparando com fevereiro do ano passado para 6899 casais em que os dois não têm emprego.

O número de casais em que ambos os elementos estão no desemprego aumentou 29,5% em fevereiro, face ao mesmo mês do ano passado para 6899, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP.

"Do total de desempregados casados ou em união de facto, 13 798 (8,5%) têm também registo de que o seu cônjuge está igualmente inscrito como desempregado no Serviço de Emprego", refere a síntese mensal do IEFP, fazendo com que "o número de casais em que ambos os cônjuges estão registados como desempregados" ascendesse, no final de fevereiro a 6899, ou seja, +29,5% (+1 571 casais) que no mês homólogo e de 2,9% (+197 casais) em relação ao mês anterior", indica o IEFP.

Os casais nesta situação de duplo desemprego têm direito a uma majoração de 10% do valor da prestação de subsídio de desemprego que se encontrem a receber, quando tenham dependentes a cargo.

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego aumentou 36,8% em fevereiro em termos homólogos e 1,8% face a janeiro, segundo dados divulgados esta segunda-feira.

De acordo com o IEFP, no final de fevereiro, estavam registados nos serviços de emprego do continente e regiões autónomas 431 843 desempregados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de