Obras públicas. Concursos em máximos históricos, mas contratos em baixa

Os contratos de empreitadas de concursos públicos atingiu os 1.291 milhões de euros até agosto, menos 7% do que no período homólogo.

Os concursos de obras públicas promovidos até final de agosto atingiram os 3.422 milhões de euros, um aumento de 20% face ao registado no período homólogo do ano passado, avança o Barómetro das Obras Públicas da AICCOPN (Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas).

Segundo o documento, estes valores mantêm-se em terreno positivo, com se tem verificado ao longo dos últimos meses, com os concursos de empreitadas abertos e objeto de anúncio em Diário da República "a manterem um volume anual acumulado que se situa em máximos históricos desde o início desta série que remonta a 2010".

Em contraponto, o total de contratos de empreitadas de concursos públicos celebrados nos primeiros oito meses do ano e objeto de reporte no Portal Base situou-se nos 1.291 milhões de euros, menos 7% do que foi apurado em igual período de 2019. Como adianta a AICCOPN, mantém "uma evolução similar à verificada no mês anterior".

Os contratos de empreitadas celebrados em resultado de ajustes diretos e consultas prévias até final de agosto totalizaram 292 milhões de euros, menos 5% em termos homólogos.

O total de empreitadas de obras públicas objeto de celebração de contrato e registo no Portal Base até final de agosto, foi de 1.749 milhões de euros, menos 4% que o verificado em 2019.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de