OCDE. Inflação em Portugal nos 3,1%

Governo quer criar preços de referência
Governo quer criar preços de referência

A inflação homóloga dos países membros da OCDE desceu ligeiramente em março para os 2,7%, uma décima abaixo de fevereiro, devido sobretudo ao abrandamento dos preços da energia e da alimentação, anunciou hoje a organização.

De acordo com os índices dos preços ao consumidor, hoje divulgados pela Organização para a Cooperação e desenvolvimento Económico (OCDE), a subida dos preços da energia abrandou em março, para os 6,5% face aos 7,9% do mês anterior.

Na alimentação, a inflação abrandou também dos 3,8% (de fevereiro) para os 3,5% (de março).

Sem contar com a alimentação e com a energia, a taxa de inflação anual nos 34 países membros manteve-se estável nos 1,9% em março.

Em Portugal, o valor registado foi de 3,1 por cento em março, acima da média da zona euro, que foi de 2,7%.

Entre os Estados membros da organização, as taxas de inflação mais elevadas em março verificaram-se na Turquia (10,5%) e Islândia (7,8%).

As mais baixas, por seu turno, encontram-se na Suíça (-1,0) e na Polónia (0,5%).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
OCDE. Inflação em Portugal nos 3,1%