Coronavírus

Oeiras contribui com 100 mil euros para desenvolvimento de testes serológicos

Isaltino Morais
Isaltino Morais

Câmara Municipal de Oeiras rvai financiar o iBET, uam das instituições que integra o consórcio Serology4Covid.

A Câmara de Oeiras contribuir com 100 mil euros para o desenvolvimento do protótipo de testes serológicos para SARS-COV-2. Os testes vão permitir saber quem esteve infetado e quem está imune. O dinheiro será canalizado para o Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica (iBET), e responde ao apelo do consórcio Serology4Covid.

O iBEt é uma instituição sem fins lucrativos na área da investigação biotecnológica, sediada no concelho de Oeiras, que está a fazer o trabalho de desenvolvimento do protótipo. “Uma vez produzido este protótipo e aprovado pelas autoridades competentes, a fase seguinte será a produção do teste em larga escala para aplicação massiva à população portuguesa”, explica a câmara municipal de Oeiras, em comunicado.

Os 100 mil euros correspondem aos custos de desenvolvimento deste protótipo. A produção em massa dos testes será depois apoiada pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, sublinha a autarquia.

Oconsórcio Serology4Covid integra, além do iBET, o Instituto Gulbenkian Ciência (IGC), o Instituto de Medicina Molecular (iMM), o Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC) e o Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB-NOVA).

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Utentes à saída de um cacilheiro da Transtejo/Soflusa proveniente de Lisboa, em Cacilhas, Almada. MÁRIO CRUZ/LUSA

Salário médio nas empresas em lay-off simplificado caiu 2%

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Fotografia: António Cotrim/Lusa

Empresas já podem candidatar-se ao novo lay-off

App TikTok

Microsoft estará interessada na compra da operação global do TikTok

Oeiras contribui com 100 mil euros para desenvolvimento de testes serológicos