Impostos

Offshores: Rocha Andrade e Paulo Núncio ouvidos no dia 1 de março

O anterior e o atual secretários de Estado dos Assuntos Fiscais serão ouvido no Parlamento na próxima quarta-feira, dia 1 de março.

Já foi definido o dia em que Paulo Núncio, que liderou os Assuntos Fiscais de 2011 a novembro de 2015, e Rocha Andrade, que assumiu a pasta no final de 2015, vão ser ouvidos na Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças a propósito das transferências para offshores, no valor de 10 mil milhões de euros, que não foram tratadas pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT).

O PS tinha admitido ouvir ainda esta quinta-feira, dia 23 de fevereiro, Rocha Andrade, se fosse possível, mas a data que está marcada é que a audição decorra na próxima quarta-feira, dia 1 de março.

O pedido destas audições foi feito pelos vários partidos com assento parlamentar e surgiu depois de na terça-feira o jornal Público ter detetado uma revisão em alta entre a primeira versão das estatísticas de transferências para offshores entre 2011 e 2014, e uma versão conhecida mais recentemente.

Depois de ter detado a existência das referidas 20 operações não tratadas, Rocha Andrade pediu à Inspeção Geral de Finanças para inspecionar estes casos.

Paulo Núncio, por seu lado, afirma desconhecer situações de não tratamento destas transferências por parte da AT.

As audições vão abranger outros responsáveis do fisco e o PSD quer mesmo ouvir o inspetor geral de Finanças.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Banco de Portugal

Bancos concederam moratórias a 741 623 empréstimos entre março e junho

Pingo Doce

PD. Sindicato quer impugnar no Tribunal “golpada” no referendo do banco de horas

Hiper Pingo Doce__00266

Sindicato leva banco de horas do Pingo Doce a tribunal

Offshores: Rocha Andrade e Paulo Núncio ouvidos no dia 1 de março