Ranking

Oito portuguesas no ranking 500 de tecnologia da Deloitte

A Deliveroo encabeça a lista.
REUTERS/Phil Noble
A Deliveroo encabeça a lista. REUTERS/Phil Noble

A empresa portuguesa mais bem posicionada é a Dixtior Consulting, no 39º lugar.

São oito as companhias portuguesas que figuram no ranking das 500 tecnológicas de crescimento mais acelerado nas receitas, em 2017, na região da Europa, África e Médio Oriente. O destaque vai para a empresa de software Dixtior Consulting, na 39ª posição, com um crescimento de 2.814%. É a única portuguesa no top 100 da lista.

Mais atrás surgem a Cycloid II – Engenharia e Telecomunicações (209º lugar), a Tomi World (314º), a Appgeneration, Software Technologies (342º), a Fixeads – Serviços de Internet (382º) e a Take The Wind (383º). Repetem presença nesta lista, a Findmore (414º) e a Affinity (448º).

“Continuamos a registar, de ano para ano, um aumento de empresas portuguesas no Technology Fast 500. Um facto assinalável, que demonstra a capacidade das nossas organizações de operarem à escala global, num mercado tão dinâmico e competitivo, com níveis de serviço exigentes, e alcançarem patamares tão elevados de crescimento. Felicitamos estas oito empresas e aguardamos com alguma expectativa as suas próximas conquistas”, afirma em comunicado João Diogo Pinto, Partner de Tecnologia, Media e Telecomunicações da Deloitte.

No ranking estão presentes empresas de 18 países, sendo a média geral de crescimento de receitas de 1.377%. A França é, pelo sétimo ano consecutivo, o país mais representado, ligeiramente à frente do Reino Unido, que ocupa a segunda posição.

Contudo, a empresa no topo da tabela é britânica: a Deliveroo, com um crescimento de 107.117% nos últimos quatro anos. No top cinco constam ainda as empresas Lesara GmbH (Alemanha), Guide to Iceland (Islândia), youAPPi Ltd (Israel) e Bloom & Wild (Reino Unido).

Atualização às 11:22 de 12 de dezembro, com a posição correta no ranking da Dixtior Consulting.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Foto: DR

Renováveis custam em média 11 euros por mês às familias na fatura da luz

Comissário Europeu Carlos Moedas
( Álvaro Isidoro / Global Imagens )

“É preciso levantar a voz contra o discurso anti-empresas do PCP e do BE”

Herdade da Comporta deverá conhecer um novo proprietário em breve. FOTO: Carlos Santos/Global Imagens

Comporta. Proposta de Paula Amorim e milionário francês é a única vinculativa

Outros conteúdos GMG
Oito portuguesas no ranking 500 de tecnologia da Deloitte