Comissão Europeia

Open your mind: Bruxelas quer atrair jovens à indústria

Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens
Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Novo projeto da Comissão Europeia envolve os setores têxtil, vestuário, calçado e curtumes de seis países, incluindo Portugal. É apresentado dia 24 na Alfândega do Porto

O Portugal Fashion, que esta semana regressa ao Porto para a sua 45ª edição, com 30 desfiles de criadores portugueses e jovens ‘designers’ internacionais, vai servir de palco à apresentação do mais recente projeto da Comissão Europeia, batizado de Open Your Mind. O objetivo é atrair os jovens para a indústria, designadamente têxtil, vestuário, calçado e curtumes.

Da responsabilidade da Agência Executiva para as Pequenas e Médias Empresas (EASME) e da Direção Geral do Mercado Interno, Indústria, Empreendedorismo e PME’s (DG Grow), o programa pretende dar a conhecer “oportunidades de carreira em áreas relacionadas com a inovação e tecnologias digitais” nestes que são considerados “setores estratégicos” para a economia europeia, pode ler-se na nota de agenda enviada às redações.

Portugal é um dos seis países onde o projeto, que será oficialmente apresentado quinta-feira, dia 24, na Alfândega do Porto, será implementado, a par de Espanha, Itália, Alemanha, Roménia e Polónia.

Recorde-se que a falta de mão-de-obra é uma das maiores dificuldades das indústrias mais tradicionais, o que tem levado as associações empresariais a procurar formas inovadoras de atrair jovens e de divulgar o novo panorama das fábricas, designadamente por via da crescente digitalização e automação das empresas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
lisboa casas turismo salarios portugal

Taxa de juro do crédito à habitação cai para 1%

Lisboa, 18/02/2020 - Plenário da Assembleia da República - Debate quinzenal com o primeiro ministro.
Primeiro Ministro António Costa com os restantes ministros que compõem o governo.
Jerónimo de Sousa - PCP
(Leonardo Negrão / Global Imagens)

Jerónimo avisa Costa que “sem aumentos salariais” os “problemas vão aumentar”

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos (C), acompanhado pelo ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno e pelo presidente da CP, Nuno Freitas (E), na assinatura do contrato de serviço público entre o Estado e a CP, na Estação do Rossio, em Lisboa, 28 de novembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

CP escapa a multas por atraso no contrato de serviço público

Open your mind: Bruxelas quer atrair jovens à indústria