saldos

“Os saldos já começaram. Há regras para as trocas?”

Saiba como poupar nos saldos
Saiba como poupar nos saldos

Em tempo de saldos há algumas regras que não deve esquecer. As boas compras são possíveis mas há que manter a racionalidade. Ana Sofia Ferreira, jurista da Deco, explica ao Dinheiro Vivo o que pode e deve ser feito.

Preços nas etiquetas

Pode custar 10 euros e até o pode querer levar para casa, mas quanto está a poupar? É obrigatório que o preço atual e antigo esteja apresentado na etiqueta. O cliente deve conhecer a poupança que está a fazer, seja através do preço ou da percentagem reduzida.

Regime de trocas e devoluções

É importante saber que na época de saldos os direitos do consumidor não se alteram. As faturas devem ser solicitadas e o comerciante tem de as facultar obrigatoriamente. Em relação às trocas, se a loja apresenta esta possibilidade durante todo o ano, a troca mantém-se, mas lembre-se que o regime de trocas ou devoluções não está consagrado na lei e, deve, primeiro, saber se as trocas são possíveis durante outros períodos de venda.

Produtos com defeito

Existem lojas que aproveitam os saldos para vender produtos com defeito e com conhecimento do consumidor. Se assim for, não poderá reclamar posteriormente mas, se comprar um produto com defeito, sem conhecimento, pode e deve reclamar e pedir uma troca. Lembre-se que o talão é sempre necessário.

Modos de pagamento

Por vezes há comerciantes que, nestes períodos, deixam de aceitar alguns modos de pagamento. A Deco avisa que não é legal. O comerciante é obrigado a aceitar todos os modos de pagamento disponíveis em outros períodos. Se isto não acontecer deve escrever uma reclamação ou queixar-se directamente à ASAE.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Conteúdo Patrocinado
“Os saldos já começaram. Há regras para as trocas?”