Trabalho

Pacto para a Conciliação conta com sete novas organizações

Rosa Lopes Monteiro, Secretária de Estado para a Igualdade.
(Leonardo Negrão / Global Imagens)
Rosa Lopes Monteiro, Secretária de Estado para a Igualdade. (Leonardo Negrão / Global Imagens)

Pacto para a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar conta agora com 56 organizações.

O programa que pretende assegurar a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar, lançado pela secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade no final de 2018, conta com mais sete organizações, totalizando 56. O segundo encontro do Pacto para a Conciliação decorreu esta tarde, no Palácio Foz.

“Sinal do sucesso deste projeto é a certificação, pela primeira vez em Portugal, de cinco organizações em oito meses e a entrada de mais sete organizações no Pacto”, aponta Rosa Monteiro citada em comunicado. “Estas entidades reconhecem que a igualdade e a conciliação são verdadeiras estratégias de inovação e sustentabilidade, que exigem a construção de novos modelos e processos de gestão específicos, e não medidas pontuais ou cosméticas. Está em marcha um processo de transformação das nossas organizações de trabalho para que mulheres e homens possam fazer escolhas livres em todas as esferas da sua vida, assente numa igualdade efetiva e na distribuição igualitária do trabalho doméstico e de cuidado”.

No encontro foram assim formalizadas as adesões da APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve, Câmara Municipal de Fafe, Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres, Instituto Português do Sangue e da Transplantação, INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde e Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Foram também entregues os diplomas às organizações certificadas.

A Microsoft juntou-se ao projeto, disponibilizando uma ferramenta tecnológica que otimiza a partilha de práticas e a monitorização do processo desenvolvido em cada organização.

Neste âmbito, o Compete 2020 lançou este ano duas linhas de financiamento para apoiar PME e a Administração Pública central na implementação e certificação deste sistema de gestão, com uma dotação total de 31,5 milhões de euros.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

Lisboa. MÁRIO CRUZ/LUSA

Défice externo até julho agrava-se para 1633 milhões de euros

EDP. (REUTERS/Eloy Alonso)

Concorrência condena EDP Produção a multa de 48 milhões

Outros conteúdos GMG
Pacto para a Conciliação conta com sete novas organizações