OE2018

Pagamentos em atraso caíram para 1,046 milhões em agosto

Os pagamentos em atraso das entidades públicas totalizaram 1.046 milhões de euros até agosto.

Os pagamentos em atraso das entidades públicas totalizaram 1.046 milhões de euros até agosto, menos 100 milhões de euros em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo a síntese de execução orçamental divulgada hoje pela DGO.

Comparando com o mês anterior, os pagamentos em atraso (dívidas por pagar há mais de 90 dias) aumentaram em quatro milhões de euros, segundo a Direção-Geral do Orçamento.

Para a evolução homóloga, contribuíram, essencialmente, os Hospitais EPE (entidade pública empresarial), com uma diminuição de 130 milhões de euros, tendo-se verificado um aumento na administração local (15 milhões de euros) e na administração regional (10 milhões de euros).

Face ao mês anterior, o aumento ficou a dever-se sobretudo à administração local (três milhões de euros).

Em agosto, os pagamentos em atraso na administração regional fixaram-se em 109 milhões de euros, na administração central (excluindo o subsetor saúde) em 27 milhões de euros, nas empresas públicas reclassificadas em 13 milhões e no subsetor da saúde em dois milhões.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Ministro das Finanças, Mário Centeno, na apresentação do Orçamento do Estado para 2019. 16 de outubro de 2018. REUTERS/Rafael Marchante

Bruxelas envia carta a Centeno a pedir o triplo do esforço orçamental

lisboa-pixabay-335208_960_720-754456de1d29a84aecbd094317d7633af4e579d5

Estrangeiros compraram mais de mil imóveis por mais de meio milhão de euros

João Galamba (secretário de estado da energia) , João Pedro Matos Fernandes (Ministro para transição energética) e António Mexia  (EDP) durante a cerimonia de assinatura de financiamento por parte do Banco Europeu de Investimento (BEI) da Windfloat Atlantic. Um projecto de aproveitamento do movimento eólico no mar ao largo de Viana do Castelo.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Mexia diz que EDP volta a pagar a CESE se governo “cumprir a sua palavra”

Outros conteúdos GMG
Pagamentos em atraso caíram para 1,046 milhões em agosto