porto

Palácio da Bolsa com recorde de visitas em 2017

Palácio da Bolsa vai proporcionar visitas gratuitas aos portugueses, entre sábado e domingo, para celebrar "o recorde" de 360 mil visitas em 2017.

O Palácio da Bolsa, no Porto, vai proporcionar visitas gratuitas aos portugueses, entre sábado e domingo, para celebrar “o recorde” de 360 mil turistas que em 2017 visitaram o edifício, informou hoje a Associação Comercial do Porto (ACP).

“A Associação Comercial existe para servir a região e o país. Para agradecer o ano em que alcançámos o maior número de visitas da nossa história, abrimos o Palácio da Bolsa aos turistas portuenses e a todos os visitantes portugueses”, afirma presidente da ACP, Nuno Botelho, citado em comunicado.

De acordo com a ACP, os 362.349 turistas que visitaram o edifício, em 2017, representam um aumento de 6% face a 2016.

“Estes números não contabilizam a afluência a congressos, conferências, concertos, feiras e eventos diversos”, refere a ACP.

Segundo a associação, França, Espanha, Portugal, Alemanha e Brasil representam os países do top cinco das visitas ao Palácio da Bolsa.

Em 2017, o Palácio da Bolsa abriu as portas a visitantes oriundos dos cinco continentes, e de países como a Nova Zelândia, Malásia, África do Sul, Estónia e Chile, indica o comunicado.

Para participar nas visitas gratuitas deste fim de semana, limitadas a 50 pessoas por sessão, basta apresentar o cartão de cidadão.

Segundo Nuno Botelho, visitar o Palácio da Bolsa “é fazer uma viagem no tempo pela herança de grandes homens do Porto. Pela história da Invicta”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
coronavirus lay-off trabalho emprego desemprego

Empresas com quebras de 25% vão poder pedir apoio à retoma

Balcão da ADSE na Praça de Londres em Lisboa.

( Jorge Amaral/Global Imagens )

ADSE quer 56 milhões do Orçamento do Estado por gastos com isentos

Fotografia: Miguel Pereira / Global Imagens

Quase 42 mil empresas recorreram a apoios que substituíram lay-off simplificado

Palácio da Bolsa com recorde de visitas em 2017