Panama Papers: Fisco já pediu lista dos portugueses

A Autoridade Tributária já formalizou junto do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação a lista dos portugueses no Panama Papers.

A informação foi avançada ao Dinheiro Vivo por fonte oficial do Ministério das Finanças e adianta que as autoridades fiscais nacionais já fizeram seguir o pedido, ao consórcio de jornalistas, da lista dos nomes de portugueses que surgem nos milhões de documentos revelados no caso Panama Papers.

As notícias que têm sido divulgadas desde domingo dão conta da existência de algumas dezenas de nomes de cidadãos portugueses nos ficheiros da sociedade Mossak Fonseca. São mais do que os 34 inicialmente avançados, segundo noticiou entretanto o Expresso - um dos meios de comunicação social portugueses que integra aquele consórcio de jornalistas.

Saiba mais: Fisco promete mão pesada para quem esconde património.

De acordo com o The Irish Times haverá também registo de 244 empresas portuguesas suspeitas de estarem envolvidas neste caso. O facto de constarem entre os clientes que recorreram aos serviços daquela firma de advogados do Panamá para criarem sociedades offshore não é sinónimo de qualquer ilegalidade. Mas o objetivo da AT ao solicitar a lista é, precisamente poder seguir o rasto dos ativos e do património que foi canalizado para os offshore e perceber se tal foi feito para fugir ao pagamento de impostos ou não.

O secretário de Estado dos assuntos Fiscais já disse que a administração fiscal usará de todos os meios para detetar eventuais casos de evasão e promete mão pesada para os incumpridores.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de