Coronavírus

Pandemia obriga Fundação ‘O Século’ a cancelar a colónia de férias

Este ano não haverá imagens destas na colónia de férias da Fundação 'O Século', em São Pedro do Estoril. Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens
Este ano não haverá imagens destas na colónia de férias da Fundação 'O Século', em São Pedro do Estoril. Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens

Em nome da "segurança de todos", a Fundação decidiu cancelar a edição deste ano. É a primeira vez em 22 anos

A Fundação ‘O Século’ não vai, este ano, realizar a habitual e histórica colónia de férias, devido à pandemia de covid-19. É a primeira vez em 22 anos de existência da Fundação ‘O Século’ que isto acontece. E mesmo a antiga Colónia Balnear Infantil de ‘O Século’ só não se realizou na Segunda Guerra Mundial e em 1974, ano da Revolução de Abril.

A decisão, anunciada em nota enviada às redações, foi tomada pelo conselho de administração da fundação, “depois de uma longa e ponderada análise” das medidas e orientações da Direção Geral de Saúde e do Instituto Português do Desporto e Juventude. “Lamentando e apelando à compreensão de todos por ter de tomar esta decisão extrema, a Fundação “O Século” concluiu que não teria condições para realizar as habituais atividades de férias em segurança para participantes, colaboradores e todos os utentes da Instituição”, justifica.

Esta iniciativa é herdeira da Colónia Balnear Infantil ‘O Século’, que nasceu em São Pedro do Estoril, numa antiga fábrica de conservas, a 10 de Setembro de 1927, concretizando a ideia do então jornalista e diretor do Jornal“ O Século”, João Pereira da Rosa, com o objetivo de proporcionar às crianças dias de férias na praia. E por lá passaram muitos milhares de crianças.

“Sabendo que os últimos meses têm sido de enorme sobrecarga para as famílias, situação especialmente agravada pelo período de confinamento, a realização da Colónia de Férias foi ponderada tendo em conta a importância que esta tem para as muitas crianças e famílias que, ano após ano, dela usufruem”, explica a Fundação. No entanto, e tendo por “único objetivo continuar a garantir a segurança de todos”, foi tomada a “difícil decisão” de não a realizar este ano.

Até porque, atualmente, a atividade social da Fundação na se resume à Colónia de Férias, dispondo de diferentes valências de apoio social que alcançam diariamente mais de 700 pessoas, desde a infância à idade sénior.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

covid-19 portugal corona virus

Emprego público sobe 0,9% com contratações da saúde e oficinas da CP

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva TIAGO PETINGA/POOL/LUSA

Prorrogada situação de contingência em Portugal continental até 14 de outubro

Pandemia obriga Fundação ‘O Século’ a cancelar a colónia de férias