Papelarias

Papelarias são o local preferido para comprar material escolar

material escolar.
material escolar.

As papelarias são o local favorito para as compras de regresso às aulas para 80% dos consumidores, seguido pelos híper/supermercados

As papelarias recuperam o primeiro lugar como local de compra de material escolar, depois de no ano passado terem perdido para os hipermercados e supermercados, que surgem agora na segunda posição, sendo a escolha para 65% dos compradores.

Para 80% dos consumidores as papelarias são o local favorito para as compras de regresso às aulas seguido pelos híper/supermercados, as compras pela Internet (22%) e a venda direta/catálogo (2%).

De acordo com o Observador Cetelem, estas são as preferências das famílias com filhos em idade escolar e dos adultos que estudam, embora estes últimos tenham mais propensão para realizar as compras escolares através da Internet do que as famílias com filhos (30% contra 20%).

“A preferência dos consumidores pelas papelarias é um bom indicador para o comércio local. Pode significar que estes estabelecimentos se adaptam ao mercado e oferecem condições competitivas em relação às grandes superfícies”, afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Frisando que “a atribuição de vouchers, a utilização de descontos e outras condições idênticas que favoreçam o cliente podem também incentivar os consumidores a optar por locais de compra como as papelarias”.

As compras de material escolar são feitas maioritariamente num momento único pelas famílias com filhos em idade escolar (59%). Já os adultos em formação académica optam por ir comprando o que necessitam ao longo do ano (65%).

Em relação ao momento de compra, quase metade dos consumidores prefere iniciar as compras para o regresso às aulas com duas semanas de antecedência (46%), embora muitos as iniciem um mês antes (22%) ou apenas quando as aulas já começaram (15%).

Este estudo tem por base uma amostra representativa de 600 indivíduos residentes em Portugal Continental, de ambos os géneros e com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, aos quais foi aplicado um questionário estruturado de perguntas fechadas.

O inquérito foi aplicado em colaboração com a empresa de estudos de mercado Nielsen, entre os dias 13 e 18 de maio, apresentando um erro máximo de +4,0 para um intervalo de confiança de 95%.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

O ensino profissional é uma das áreas em que Portugal se posiciona pior na tabela do IMD World Talent Ranking 2019. Fotografia: Miguel Pereira/Global Imagens

Portugal é 23º no ranking mundial de talento. Caiu seis posições

Presidente executivo da TAP Antonoaldo Neves. Fotografia: NUNO FOX/LUSA

TAP faz emissão de dívida só para investidores institucionais

Outros conteúdos GMG
Papelarias são o local preferido para comprar material escolar