Comércio internacional

Paris congratula-se com isenção de tarifas sobre aço e alumínio

França

"A França e a UE não estão na origem da superprodução global de alumínio e aço e respeitam as regras da OMC ", dizem as autoridades

O Governo francês congratulou-se esta terça-feira com a decisão dos Estados Unidos de prorrogar por um mês a isenção de tarifas sobre as importações de aço a alumínio, mas quer que o benefício seja permanente.

A França, segundo os Ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Economia e Finanças, continuará a trabalhar para que a União Europeia (UE) beneficie de uma isenção “total, permanente e incondicional”, porque considera que “nada justifica que seja sujeita a aumentos unilaterais de direitos aduaneiros”.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, adiou por um mês a imposição de tarifas sobre o aço e o alumínio para os países da UE, México e Canadá.

As controversas tarifas de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio entraram em vigor em 23 de março, mas Trump isentou temporariamente alguns de seus principais aliados para negociar acordos comerciais paralelos e conseguir uma redução nas importações desses produtos.

“A França e a União Europeia são aliadas dos Estados Unidos, não estão na origem da superprodução global de alumínio e aço e respeitam integralmente todas as regras da OMC [Organização Mundial do Comércio]”, defendem as autoridades francesas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Mário Centeno. Fotografia: Mário Cruz/Lusa

BdP: Tribunal da Relação é que pode ordenar levantamento do sigilo sobre BES

Ricardo Salgado

Banco de Portugal aplica nova coima a Ricardo Salgado

A ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva TIAGO PETINGA/POOL/LUSA

Governo. Mudanças de horários são “cirúrgicas” e não preveem turnos

Paris congratula-se com isenção de tarifas sobre aço e alumínio