AR

Parlamento: debate dos feriados e férias adiado uma semana

O Parlamento discute na próxima semana duas propostas de alteração aos feriados e no dia 25 os projetos do BE e do PCP que aumentam as férias.

Os Verdes e o PAN querem que o dia de Carnaval passe a ser considerado feriado nacional e o PSD pretende discutir um projeto de resolução que coloque na mesa da Concertação Social a negociação de princípios orientadores para a criação de legislação que permita fazer deslizar para as segundas-feiras o gozo de feriados obrigatórios.

Estes temas estiveram inicialmente para ser discutidos na sessão plenária de terça-feira, dia 11 de janeiro, mas foram reagendados para o dia 18. Nesta terça-feira, e no quadro das cerimónias fúnebres de Estado do antigo Presidente da República Mário Soares, a Assembleia da República realiza uma sessão evocativa, em que intervirão o Presidente da AR, o ministro dos Negócios Estrangeiros e os representantes dos vários grupos parlamentares.

Os projetos do PCP e do BE que visam a reposição dos 25 dias úteis de férias serão, por sua vez, debatidos a 25 de janeiro e não a 18. O governo já avisou, no entanto, que este tema não consta do seu programa nem dos acordos firmados com os partidos à esquerda pelo PS, pelo que os diplomas deverão ser chumbados.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D), e o secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita (E). Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salário mínimo de 635 euros? Dos 617 dos patrões aos 690 euros da CGTP

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

concertação

Governo sobe, sem acordo, salário mínimo até 635 euros em 2020

Outros conteúdos GMG
Parlamento: debate dos feriados e férias adiado uma semana