União Europeia

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. Fotografia: Francois Lenoir/Reuters
Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. Fotografia: Francois Lenoir/Reuters

Von der Leyen recebe luz verde do Parlamento Europeu para presidir ao órgão executivo da União Europeia.

O Conselho Europeu escolheu, mas o Parlamento Europeu tinha de aprovar. E aprovou. Os eurodeputados elegeram a alemã Ursula von der Leyen para primeira mulher presidente da Comissão Europeia, com 383 votos a favor, 327 contra, 22 abstenções e um voto nulo.

A candidata indigitada pelo Conselho Europeu, de 60 anos, irá assim suceder, no dia 1 de novembro, ao luxemburguês Jean-Claude Juncker, que liderou o executivo comunitário nos últimos cinco anos.

A alemã foi eleita apesar dos votos contra dos Verdes, dos eurocéticos e populistas do Identidade e Democracia do grupo da Esquerda Unitária, de que fazem parte o Bloco de Esquerda e o PCP, por considerar “insuficientes” as suas propostas em temas como as alterações climáticas e migrações.

A ministra da Defesa da chanceler Angela Merkel contou com o apoio do Partido Popular Europeu (PPE), dos Socialistas, Democratas e do Renovar a Europa.

Caberá agora ao presidente da assembleia informar o Conselho e solicitar que aquela instituição e Ursula Von der Leyen proponham, de comum acordo, os candidatos para o colégio de comissários.

Filha de um antigo político, tem sete filhos e é licenciada em medicina.

Leia mais no DN.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Poupança das famílias subiu no 2º trimestre

Deco pede medidas urgentes para travar crédito ao consumo

Elisa Ferreira, António Costa. Fotografia: Álvaro Isidoro/Global Imagens

Elisa Ferreira. Minas de lítio têm de “compensar impacto ambiental”

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira (E), e a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho (D). Fotografia: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Governo deixa cair referencial geral para aumento de salários

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão