União Europeia

Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão

Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)
Ursula von der Leyen foi o nome nomeado para presidir à Comissão Europeia. (REUTERS/Francois Lenoir)

Von der Leyen recebe luz verde do Parlamento Europeu para presidir ao órgão executivo da União Europeia.

O Conselho Europeu escolheu, mas o Parlamento Europeu tinha de aprovar. E aprovou. Os eurodeputados elegeram a alemã Ursula von der Leyen para primeira mulher presidente da Comissão Europeia, com 383 votos a favor, 327 contra, 22 abstenções e um voto nulo.

A candidata indigitada pelo Conselho Europeu, de 60 anos, irá assim suceder, no dia 1 de novembro, ao luxemburguês Jean-Claude Juncker, que liderou o executivo comunitário nos últimos cinco anos.

A alemã foi eleita apesar dos votos contra dos Verdes, dos eurocéticos e populistas do Identidade e Democracia do grupo da Esquerda Unitária, de que fazem parte o Bloco de Esquerda e o PCP, por considerar “insuficientes” as suas propostas em temas como as alterações climáticas e migrações.

A ministra da Defesa da chanceler Angela Merkel contou com o apoio do Partido Popular Europeu (PPE), dos Socialistas, Democratas e do Renovar a Europa.

Caberá agora ao presidente da assembleia informar o Conselho e solicitar que aquela instituição e Ursula Von der Leyen proponham, de comum acordo, os candidatos para o colégio de comissários.

Filha de um antigo político, tem sete filhos e é licenciada em medicina.

Leia mais no DN.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje

Página inicial

Pardal Henriques, do SNMMP. 
(MANUEL DE ALMEIDA/LUSA)

Sem acordo “por 50 euros”, diz sindicato. “Querem impor aumento”, acusam patrões

O advogado e porta-voz do sindicato nacional dos motoristas, Pardal Henriques. ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Pardal Henriques foi a personalidade mais mediática da greve

Outros conteúdos GMG
Parlamento Europeu aprova Von der Leyen na presidência da Comissão