Páscoa em abril anima negócios nos hotéis: mais 25% face a 2013

Fotografia: DR
Fotografia: DR

A Páscoa e o feriado do 25 de abril impulsionaram os bons resultados da hotelaria nacional em abril. Os estabelecimentos hoteleiros registaram mais 25,4% de dormidas neste mês, num total de 3,9 milhões de dormidas

Segundo dados divulgados pelo INE esta quarta-feira, do total de dormidas, 2,7 milhões foram efetuadas por estrangeiros, mais 37% em relação a 2013. Já os portugueses foram responsáveis por 1,1 milhões de dormidas, uma subida de 21%, ainda assim abaixo do valor registado em 2011 (1,14 milhões).

O bom resultado foi influenciado pela Páscoa, celebrada em abril este ano, depois de em 2013 ter ocorrido em março. Outro dos fatores foi a proximidade entre a Páscoa e o feriado de 25 de abril. Isto levou a que mais portugueses fossem de férias durante este mês.

Os espanhóis foram os que registaram uma maior subida nas dormidas:
mais 124% face a 2013, o equivalente a 13% do total do mercado. Os
brasileiros registaram a segunda maior subida homóloga em abril (+48%),
seguidos dos irlandeses (+25%).

Leia também: Novo passaporte europeu quer facilitar o recrutamento no sector da hotelaria

Entre os maiores mercados emissores, destaque para as quebras de 8,3%
de dormidas por parte dos italianos e de 2,4% pelos norte-americanos.

Analisando os quatro primeiros meses deste ano, face a 2013, o mercado
brasileiro foi o que registou o maior crescimento (+24%), seguido do
espanhol (19%) e do belga (+14%).

Nos hotéis, o maior crescimento teve lugar na categoria de cinco estrelas, mais 37%, seguido dos de quatro estrelas, mais 24%. A maior subida, por tipo de estabelecimento, teve lugar nas pousadas (+53%) e nos aldeamentos turísticos (+ 48%).

Portugueses e estrangeiros preferem o Algarve. Refinaria de Sines ajuda hotelaria alentejana

O Algarve foi a região portuguesa mais procurada em abril, tanto por estrangeiros como por portugueses. Para os nacionais, a região meridional surge na primeira posição (27% das dormidas), seguindo-se Lisboa (21%) e o norte (19%). Para os estrangeiros, o Algarve surge na liderança (37% das dormidas), à frente de Lisboa (29%) e da Madeira (17%).

O Alentejo também teve um aumento assinalável durante este período: mais 45% de dormidas face a 2013. No entanto, esta subida não esteve diretamente relacionada com o lazer, mas sim com o trabalho. A manutenção da refinaria de Sines obrigou a que um “conjunto significativo de não residentes que participaram profissionalmente nesta atividade, se hospedassem em estabelecimentos da região”, explica o INE.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa (D), e o presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares (E), participam na conferência de imprensa no final de uma reunião, em Loures. MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Costa: “Há países que foram colocados em listas vermelhas por retaliação”

João Rendeiro, ex-gestor do BPP

João Rendeiro, ex-presidente do BPP, condenado a pena de prisão

António Costa Silva
JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Costa Silva defende retoma da alta velocidade e novo aeroporto

Páscoa em abril anima negócios nos hotéis: mais 25% face a 2013