Reabilitação Urbana

Passeios de barco financiam investimento municipal nos canais de Aveiro

Moliceiros na ria de Aveiro. Fotografia: Pedro Correia / Global Imagens
Moliceiros na ria de Aveiro. Fotografia: Pedro Correia / Global Imagens

O município encaixou em 2014 cerca de 1,2 milhões de euros com a hasta pública para uso privativo de 10 cais de atracação nos canais urbanos

A Câmara de Aveiro anunciou esta segunda-feira o início de uma das empreitadas de reabilitação dos canais urbanos da Ria, a recuperação das pontes pedonais, num investimento suportado pela receita com a concessão dos passeios marítimo-turísticos.

A empreitada, no valor de 54.979 euros (acrescidos de IVA) tem um prazo de execução quatro meses e foi adjudicada no seguimento do levantamento técnico que revelou risco de segurança das travessias pedonais existentes nos canais devido ao estado de degradação.

O Município encaixou em 2014 cerca de 1,2 milhões de euros, a receber em cinco anos, com a hasta pública para uso privativo de 10 cais de atracação nos Canais Urbanos para o exercício da atividade marítimo-turística”, sendo essa receita que suporta a realização dos investimentos de qualificação e valorização das infraestruturas dos canais urbanos da Ria de Aveiro.

Segundo uma nota da autarquia, além de uma intervenção de limpeza e pintura dos canais urbanos realizada em 2015, e agora a recuperação das pontes pedonais, a Câmara está “a desenvolver diligências no sentido de intervir na conservação das infraestruturas de betão armado e alvenarias existentes (muros e pontes) bem como no sistema de eclusas e comportas”.

Uma das empresas consultadas, segundo adiantou o próprio presidente da Câmara na última reunião pública do executivo, foi a Conduril, que havia construído a ponte rodoviária sobre a eclusa principal e cujo auto de receção definitiva da obra só agora foi aprovado.

Segundo Ribau Esteves foi solicitada àquela empresa “uma estimativa de custos para a conservação do sistema de eclusas, que apresenta problemas graves, sobretudo na eclusa do Lago do Paraíso, faltando também uma ensecadeira que permita intervir na eclusa principal”.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O primeiro-ministro, António Costa, Pedro Siza Vieira, ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, e Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.  MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Salários, crédito, moratórias e rendas. O que vai ajudar famílias e empresas

EPA/Enric Fontcuberta

Mais de 100 mil recibos verdes candidataram-se ao apoio à redução da atividade

A ministra da Saúde, Marta Temido.. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

295 mortos e 11 278 casos confirmados de covid-19 em Portugal

Passeios de barco financiam investimento municipal nos canais de Aveiro