Passos: “Portugal está disponível para dinamizar cooperação na CPLP

Pedro Passos Coelho
Pedro Passos Coelho

Num mundo em "acelerada mudança", e no ano em que a CPLP faz celebra 18 anos, os países de língua portuguesa têm grandes oportunidades para explorar, defende Pedro Passos Coelho.

O primeiro-ministro falava esta segunda-feira na abertura do 1º Encontro de Bancos, Seguradoras e Instituições Financeiras dos Países da CE-CPLP, organizado pela Confederação Empresarial da CPLP, em Lisboa.

Na ocasião, Passos salientou que “a economia assume um papel cada vez mais central na atuação da nossa organização e que a lusofonia económica constitui uma das maiores oportunidades da CPLP na nova economia global”. Neste contexto, garantiu que “Portugal está disponível para dinamizar a concretização de ações de cooperação técnica no âmbito da CPLP, em domínios como a energia, a geologia, o turismo, os transportes, as obras públicas ou as comunicações”.

“Este é o momento para a cooperação empresarial se afirmar na CPLP e, dessa forma, promover a concretização do potencial da lusofonia económica. Os nossos esforços devem concertar-se no sentido de articularmos uma maior cooperação na área financeira entre as instituições da comunidade”, disse o primeiro-ministro.

Passos Coelho concluiu desafiando os empresários presentes fazerem “negócios na língua portuguesa”. “A CPLP encerra uma vasto potencial de oportunidades e um alcance global ao qual devemos dar afirmação prática. Podemos e devemos reforçar a relevância da lusofonia e posicionar a língua portuguesa na geopolítica mundial”, concluiu.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

(Artur Machado / Global Imagens)

Dinheiro Vivo mantém-se líder digital dos económicos

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP), Vítor Constâncio, fala perante a II Comissão Parlamentar de Inquérito à Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos e à Gestão do Banco, na Assembleia da República. TIAGO PETINGA/LUSA

Constâncio: Risco para a estabilidade no crédito a Berardo era “problema da CGD”

Outros conteúdos GMG
Passos: “Portugal está disponível para dinamizar cooperação na CPLP