Paulo Portas leva empresários à Índia

O gabinete de Portas nas Necessidades
O gabinete de Portas nas Necessidades

O governo acredita que é no investimento privado que está a
saída para a crise económica de Portugal e vai à Índia ajudar a
vender o país. A missão empresarial do Ministério dos Negócios
Estrangeiros parte hoje de Lisboa e passará por três cidades
indianas – Nova Deli, Mumbai e Goa – numa semana de diplomacia
económica, encontros bilaterais, conferências e inaugurações.

A comitiva de Paulo Portas, ministro dos Negócios Estrangeiros,
integra 36 empresas portuguesas de diversos sectores. Os nomes mais
sonantes são os da Corticeira Amorim, Efacec, Martifer, Revigres,
Visabeira, Unicer e Brisa.

No entanto, a banca também estará presente em força, com
representantes da Caixa Geral de Depósitos, Banco Espírito Santo de
Investimento, BPI e Banco Nacional Ultramarino. Outro dos destaques
vai para o sector agrícola, que envia para a Índia cinco empresas
(em especial da área do vinho e azeite). No sector das tecnologias,
seguem hoje para Nova Deli executivos da Gatewit, Siscog e WeDo
Technologies – que esta semana esteve presente no Mobile World
Congress, em Barcelona. Haverá ainda empresas de engenharia,
manufatura, madeiras, automação, empacotamento, construção e
metalurgia, bem como uma agência de publicidade (Tomi World) e uma
produtora audiovisual (CinePicture Portugal).

A cadeia de ginásios Vivafit representará o sector do fitness,
aproveitando a viagem para a inauguração do ginásio da marca em
Nova Deli, logo na tarde de amanhã. O ministério vai aproveitar
para passar nas portagens da Brisa em Gurgaon a seguir à
inauguração. Na agenda está a assinatura da Convenção Segurança
Social, encontros com a comunidade portuguesa e representantes do
governo indianos, e a visita a uma das maiores empresas do país, a
Tata, além de reuniões sectoriais.

A Índia é um dos mercados emergentes que têm sido apontados
pelo executivo como “estratégicos” para a expansão
económica de Portugal. A balança comercial com o país é negativa:
entre janeiro e novembro de 2012, Portugal exportou 87,1 milhões de
euros de produtos e importou 308 milhões. Segundo os dados do
Instituto Nacional de Estatística, em 2011 Portugal tinha 507
empresas a exportar para a Índia e importava de 1467 empresas
indianas.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
REUTERS/ Phil Noble

Empresas temem que brexit obrigue a despedimentos

Fotografia: Carlos Manuel Martins/Global Imagens)

Mais de 90% das famílias ganham com novas tabelas de IRS, mas pouco

Luís Manuel Moreira de Campos e Cunha, economista português, que foi Ministro das Finanças de Portugal, entrevistado da TSF.
Luís Manuel Moreira de Campos e Cunha
(Gerardo Santos / Global Imagens)

Luís Campos e Cunha: “A geringonça, do ponto de vista político, acabou”

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Paulo Portas leva empresários à Índia