Coronavírus

Petrobras reduz investimento em cenário incerto provocado por pandemia

Petrobras tem sido bastante penalizada pelo envolvimento na Operação Lava Jato

A petrolífera estatal brasileira Petrobras anunciou que vai reduzir os seus investimentos em 3,5 mil milhões de dólares (3,2 mil milhões de euros).

A empresa também informou o adiamento do pagamento de dividendos aos seus acionistas e a suspensão provisória de 50% dos empregados, com aviso prévio parcial.

A maior empresa do Brasil decidiu reduzir a produção de petróleo em 100 mil barris por dia até ao final de março, devido ao excesso de oferta no mercado internacional e à menor procura.

A estatal brasileira disse ainda que fará o adiamento do pagamento mensal de 30% do salário do seu presidente e dos seus gerentes executivos e gerais.

Em comunicado, a Petrobras apontou que tomará todas estas medidas para fortalecer-se financeiramente e dar resistência aos seus negócios num “cenário de incerteza”.

Os cortes também ocorrerão nas despesas operacionais, com uma redução “acelerada”, retardando a operação das plataformas que operam em águas rasas, cujos custos de extração são muito altos e a produção de petróleo é menor.

Em relação à redução da produção de petróleo, a Petrobras revelou que vai avaliar a medida segundo as condições do mercado e, se necessário, fará os ajustes correspondentes.

A suspensão de 50% dos funcionários com aviso parcial ocorrerá nos próximos três meses, bem como o cancelamento de toda a formação.

Já o adiamento do pagamento dos dividendos aos investidores da Petrobras ainda precisa ser aprovado numa assembleia ordinária marcada para acontecer em abril.

O Brasil registou oficialmente 2.433 casos de covid-19 que já deixou 57 mortos no país, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na quarta-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
(Fotografia: Pedro Granadeiro / Global Imagens )

Vendas de carros descem 71,6% em maio

O primeiro-ministro, António Costa. Fotografia: António Cotrim/Lusa

PIB pode registar quebra entre 9% a 15% em 2020

Lisboa, 25/05/2016 - Aspecto do Palco Mundo, durante uma reportagem do Diário de Notícias sobre o que acontece nos dias em que no Festival Rock in Rio não há concertos.

( Gustavo Bom / Global Imagens )

APSTE: Setor dos eventos com prejuízos de 20 milhões no segundo trimestre

Petrobras reduz investimento em cenário incerto provocado por pandemia