Petróleo

Petróleo volta a baixar da fasquia dos 50 dólares

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

Fracas perspetivas económicas e abrandamento da economia chinesa estão a preocupar os investidores, que receiam nova quebra da procura

Os preços do petróleo regressaram às quedas, pressionados pelos receios de que a procura vai voltar a abrandar. Esta terça-feira, o barril da matéria-prima voltou a baixar da fasquia dos 50 dólares.

“A deterioração das perspetivas económicas, a volatilidade dos mercados financeiros e os efeitos do aumento da procura em áreas chave deverão agravar uma procura já fraca”, refere a equipa de research do Barclays, citada pela Reuters.

O JPMorgan acrescenta que os riscos macroeconómicos vão pressionar os preços do petróleo, mas acredita que os preços ainda vão subir este ano e no próximo

Por outro lado, aponta a Reuters, os dados económicos que serão divulgados pela China nas próximas semanas deverão evidenciar a desaceleração do comércio e investimento, a fraca produção industrial e uma nova quebra de divisas internacionais. Tudo isto reforça as expectativas de que as autoridades chinesas vão implementar novas medidas de estímulo à economia.

Resultado: esta manhã, o barril de brent, que serve de referência para Portugal, já está a negociar na casa dos 48 dólares, desvalorizando mais de 2,3% face à cotação de segunda-feira.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Fotografia: Gerardo Santos/Global Imagens

Saídas para a reforma disparam 43% na função pública

Foto: DR

EDP flexibilizou pagamento de faturas no valor de 60 milhões de euros

Ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira. TIAGO PETINGA/LUSA

Moratórias bancárias estendidas até final de setembro de 2021

Petróleo volta a baixar da fasquia dos 50 dólares