Reclamações

Portal da Queixa recebe mais reclamações sobre compras online

Queixas sobre comércio eletrónico aumentaram 51%

Verificou-se um aumento de 51% no 1ºtrimestre deste ano face ao mesmo período de 2017. O portal registou também mais queixas em outros setores.

Os consumidores portugueses apresentaram mais queixas contra compras online, nos primeiros três meses de 2018. O Portal da Queixa recebeu 2.452 reclamações relativas ao comércio eletrónico, um aumento de mais 50% relativamente ao número de queixas feitas no período homólogo do ano passado.

A rede social de consumidores do país considera que as pessoas estão a usar cada vez mais a internet para realizarem as suas compras.

Pedro Lourenço, CEO do Portal da Queixa, relaciona este aumento na ordem dos 51% das queixas sobre comércio online com esta tendência crescente. “Hoje em dia, a internet é uma das ferramentas mais utilizadas pelos portugueses, consequentemente, as experiências de consumo online aumentaram e, inevitavelmente, as reclamações também”, afirmou em comunicado de imprensa.

As razões que levam os consumidores a apresentarem uma reclamação são muitos. Na mesma nota à imprensa, o fundador do portal destacou ainda os principais motivos: “atrasos nas entregas de encomendas, mau serviço prestado, como burlas ou esquemas fraudulentos online”.

No início deste ano, 15.506 reclamações foram recebidas pelo Portal da Queixa. O portal verificou assim um aumento de 43% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, mas as reclamações não se ficaram pelo comércio eletrónico. Nos serviços de correio postal e expresso, as reclamações dispararam em 159% face aos primeiros três meses do ano passado. Destacam-se também a categoria de banca e produtos financeiros, e a categoria de restauração com um aumento de queixas superior a 80%.

Este número total de reclamações recebidas pelo Portal da Queixa abrange vários setores de atividade e diferentes categorias de formação e educação, cultura e lazer, animais e serviços empresariais diversos.

O Portal Queixa foi lançado há 8 anos e tem uma comunidade de 215 mil utilizadores registados. Na rede social de consumidores, os portugueses podem apresentar as suas reclamações em três passos sem custo associado.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
O presidente do Novo Banco, António Ramalho, discursa na cerimónia de lançamento do Projeto de Divulgação Cultural do Novo Banco. Fotografia: MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Banca custou ao Estado mais 1,5 mil milhões de euros em 2019, agora ajude

coronavirus portugal antonio costa

Proibidos ajuntamentos com mais de cinco pessoas. Aeroportos encerrados

O primeiro-ministro, António Costa, fala aos jornalistas no final da reunião do Conselho de Ministros após a Assembleia da República ter aprovado o decreto do Presidente da República que prolonga o estado de emergência até ao final do dia 17 de abril para combater a pandemia da covid-19, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, 2 de abril de 2020. 
 MÁRIO CRUZ/POOL/LUSA

Mapa de férias pode ser aprovado e afixado mais tarde do que o habitual

Portal da Queixa recebe mais reclamações sobre compras online