Portas: “EDP foi o maior investimento chinês em 2011”

12ª avaliação superada
12ª avaliação superada

O China Development Bank, a China Three Gorges e a EDP formalizaram hoje o empréstimo que estava contemplado no processo de privatização da elétrica.

Na cerimónia, o ministro dos Negócios Estrangeiros sublinhou a importância da escolha de Portugal como porta de entrada na Europa para o investimento chinês.

“A China escolheu Portugal como parceiro estratégico na Europa. O maior investimento da China em 2011 aconteceu em Portugal”, referiu o ministro.

A privatização da EDP, que se desenvolve agora através do empréstimo de mil milhões através do China Development Bank, é por isso exemplo de um processo “exemplar”, referiu.

“Portugal percebe a economia global e quer fazer parte dela” explicou o ministro acrescentando que faz parte da contribuição portuguesa para a Europa poder trazer parceiros estratégicos externos ao continente.

Os negócios de privatização, de que é exemplo a EDP, mas também a REN, provam “que somos capazes”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Greve de motoristas de matérias perigosas parou o país, em abril. 
(MÁRIO CRUZ/LUSA

Nova greve dos camionistas dia 12. Pré-aviso já foi entregue

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Assunção Cristas e Bruno Bobone, na sede da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, nos Restauradores
(ANTÓNIO COTRIM/LUSA)

Cristas apela a empresários para darem mais força à oposição

Outros conteúdos GMG
Portas: “EDP foi o maior investimento chinês em 2011”