Universidades

Porto Business School continua entre as melhores e a subir no ranking

Porto Business School

Escola de negócios da Universidade do Porto volta a destacar-se entre as melhores e é a única portuguesa a subir na tabela.

O mais recente ranking do Financial Times, “European Business Schools Rankings”, coloca a Porto Business School entre as melhores da Europa, pelo 6º ano consecutivo, e nesta edição é a única escola portuguesa a subir na tabela, vendo a sua classificação melhorar três posições em relação ao ano anterior, ocupando agora o 59º lugar.

A Porto Business School é uma escola de negócios com características únicas. Criada por um conjunto de 36 organizações, nacionais e multinacionais e pela Universidade do Porto a Porto Business School tem por missão a preparação de indivíduos e empresas para serem agentes da mudança ao longo da vida.

No ranking agora publicado e que avalia as escolas de negócios em cinco categorias – Mestrados em Gestão, MBA full-time, MBA Executivo, Formação para Executivos Aberta e Formação para Executivos Customizada (programas criados à medida das necessidades das empresas), o MBA Executivo da Porto Business School alcança a 55ª posição, sendo que, no que diz respeito à categoria “Executive Education”, os programas “Open Executive Education” e “Custom Executive Education” da Porto Business School, ocupam os 33º e 34º lugares, respetivamente, neste ranking.

Ramon O’Callaghan, Dean da Porto Business School, reforça a importância da presença neste ranking, ao afirmar “é uma satisfação para nós sabermos que os nossos programas são valorizados e reconhecidos internacionalmente, o que é demonstrado não só por esta subida de posição, mas também pela presença continuada e consistente, nesta prestigiada classificação”.

Acrescentando, que permanência neste ranking, é também “uma evidência de que estamos a desenvolver um trabalho criterioso e que continuamos no caminho certo – desafiando indivíduos e organizações a abraçarem e desenvolverem o pensamento crítico necessário para fazer a mudança acontecer em relação aos desafios do futuro”.

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
Paschal Donohoe

Sucessor de Centeno: Irlandês Donohoe surpreende e bate espanhola Calviño

O Ministro das Finanças, João Leão. EPA/MANUEL DE ALMEIDA

Défice de 2020 vai ser revisto para 7%. Agrava previsão em 0,7 pontos

Comissário Europeu Valdis Dombrovskis. Foto: STEPHANIE LECOCQ / POOL / AFP)

Bruxelas acredita que apoio a empresas saudáveis estará disponível já este ano

Porto Business School continua entre as melhores e a subir no ranking