Turismo

Porto é a cidade da Europa que mais vai lucrar com o turismo

Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R.

Estima-se que o interesse turístico no Porto se traduza na abertura de 16 novas unidades hoteleiras até 2019.

O Porto é a cidade da Europa que mais irá crescer em receitas por quarto disponível (RevPAR) em 2018, com mais de 10% de aumento estimado, segundo um estudo da PwC, divulgado esta segunda-feira.

O estudo “Best placed to grow – European Cities hotel forecast for 2018 and 2019” analisa as perspetivas do setor hoteleiro em 12 das principais cidades da Europa, num contexto de crescimento económico e de aumento do número de viagens, cujo impulso se deve, em larga escala à afluência do turismo aos países mediterrânicos.

Depois de ter ganho vários prémios e menções ao longo do ano 2017, o Porto continua a crescer como uma das principais cidades para turismo na Europa. De acordo com o estudo da consultora, o crescimento previsto para a economia portuguesa, assim como o número de eventos na cidade deverão contribuir para um aumento do Preço Médio (ADR) e, por conseguinte, do RevPAR.

O estudo da PwC, que já conta com a 7.ª edição, estima que o interesse turístico no Porto se traduza na abertura de 16 novas unidades hoteleiras, o equivalente a cerca de novos 900 quartos, até 2019.

“Estamos a assistir a um shift nas cidades portuguesas, que começam a trabalhar o preço. O Porto é a única cidade europeia que cresce a dois dígitos no RevPAR, este ano, e este crescimento é feito especialmente pelo lado do ADR”, refere Miguel Bello, da PwC.

Também Lisboa continua a “brilhar”, segundo os consultores da PwC, ocupando terceiro lugar no ranking de maior crescimento do RevPAR em 2018. Para 2019, estima-se que chegue à liderança. A capital portuguesa continua a ser uma das cidades mais requisitadas para eventos internacionais, pela sua acessibilidade, relação qualidade/preço e experiência. O único entrave observado pela consultora é a capacidade de resposta do aeroporto que poderá vir a condicionar o aumento do número de passageiros.

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal. Fotografia: Gustavo Bom / Global Imagens

Carlos Costa avisa para riscos de euforia no mercado imobiliário

Faria de Oliveira, presidente da APB. Fotografia: Diana Quintela/Global Imagens)

Faria de Oliveira: Banca nacional teve legislação mais difícil que pares da UE

Imobiliário

Venda de casas subiu 20% no primeiro semestre

Outros conteúdos GMG
Porto é a cidade da Europa que mais vai lucrar com o turismo