Turismo

Porto e Norte de Portugal regista meio milhão de dormidas em janeiro

Luís Pedro Martins, presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal. Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens
Luís Pedro Martins, presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal. Fotografia: Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

O turismo no Porto e Norte de Portugal iniciou o ano com "resultados fantásticos"

O Porto e Norte de Portugal registou, em janeiro, 498 mil dormidas, um crescimento de 10% face ao mesmo mês de 2018 – o dobro da média nacional. A região consolidou “o terceiro lugar no ranking no que toca às dormidas”, sublinhou Luís Pedro Martins, presidente da Entidade Regional Turismo do Porto e Norte de Portugal, em entrevista ao Dinheiro Vivo a publicar amanhã na íntegra. “Foi um resultado fantástico”, frisou.

Os proveitos atingiram os 26,4 milhões de euros no primeiro mês do ano, um aumento de 11,4% quando comparado com janeiro de 2018. Em plena época baixa, a região apresentou crescimentos a dois dígitos também no que se refere ao número de turistas nacionais e estrangeiros. Os turistas residentes aumentaram 11% e os estrangeiros 10%, adiantou Luís Pedro Martins, que lidera a entidade desde meados de janeiro deste ano.

Luís Pedro Martins ganhou as eleições de janeiro para a presidência da Turismo do Porto e Norte de Portugal e a eleição colocou um ponte final no impasse que vivia a entidade regional, após a detenção de Melchior Moreira (o anterior presidente) por suspeitas de corrupção.

No ano passado, a região recebeu 4,3 milhões de turistas (52% estrangeiros), que foram responsáveis por 8 milhões de dormidas. A estadia média foi 1,8 noites. Os proveitos atingiram os 482,8 milhões de euros.

 

 

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

O ministro das Finanças, Mário Centeno, intervém durante a  conferência "Para onde vai a Europa?", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, 22 de março de 2019. MÁRIO CRUZ/LUSA

Próximo governo vai carregar mais 8 mil milhões em dívida face ao previsto

Os postos de combustíveis no país estão a ser abastecidos com a máxima urgência. Fotografia: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Motoristas asseguram combustível na Páscoa

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Porto e Norte de Portugal regista meio milhão de dormidas em janeiro