incêndios

Portugal arrisca perder fundos europeus dos kits de incêndio

(Rui Miguel Pedrosa/Global Imagens)
(Rui Miguel Pedrosa/Global Imagens)

A forma como a Foxtrot Aventura foi contratada para entregar golas antifumo e kits de autoproteção viola a lei da contratação pública. Portugal pode ser obrigado a devolver fundos europeus.

O caso dos materiais para o Aldeia Segura já chegou à Procuradoria-Geral da República, que está a investigar a compra das golas e, a pedido de António Costa, vai dar um parecer sobre a participação da empresa do filho do secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, em contratos com entidades públicas.

Leia a notícia completa no Jornal de Notícias

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Outros conteúdos GMG
Hoje
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

1400 empresas já pediram para aderir ao novo lay-off, apoios só a 28 de abril

Antonoaldo Neves, presidente executivo da TAP. Fotografia: Adelino Meireles/Global Imagens

TAP também vai avançar com pedido de layoff

Veículos da GNR durante uma operação stop de sensibilização para o cumprimento do dever geral de isolamento, na Autoestrada A1 nas portagens dos Carvalhos/Grijó no sentido Sul/Norte, Vila Nova de Gaia, 29 de março de 2020. MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Mais de 80 detidos e 1565 estabelecimentos fechados

Portugal arrisca perder fundos europeus dos kits de incêndio