Portugal "campeão da oferta têxtil e do vestuário" em Paris

Portugal é o país convidado na feira Première Vision, na região de Paris, um destaque que mostra que é "o campeão da oferta têxtil e vestuário".

Portugal é o país convidado na feira Première Vision, na região de Paris, um destaque que mostra que é "o campeão da oferta têxtil e vestuário", de acordo com o secretário de Estado da Internacionalização.

Durante a visita aos expositores portugueses, naquela que "é provavelmente mais importante" feira daquele setor na Europa, Eurico Brilhante Dias, disse à agência Lusa que Portugal é "uma referência do setor têxtil e da confeção" e uma "ilustração do desenvolvimento do setor têxtil na Europa".

"Portugal é provavelmente o campeão da oferta têxtil e vestuário de pequenas séries, com elevado valor acrescentado, na transformação das fontes de vantagem competitiva, ainda com uma capacidade industrial instalada na Europa que talvez não tenha paralelo noutro país da União Europeia e somos, de facto, uma referência", referiu o governante.

Nesta edição da feira, Portugal foi selecionado como o "Focus Country" na área de 'manufacturing' (confeção), dispondo de um espaço para apresentar a indústria têxtil portuguesa, dinamizado pela Associação Selectiva Moda e pelo Centro de Inteligência Têxtil (CENIT) com o apoio técnico do Centro Tecnológico Industrias Têxtil Vestuário Portugal (CITEVE).

Além de estarem em destaque nos 'stands' de exposição, os têxteis portugueses vão estar no centro das atenções, na quinta-feira, na conferência "Portugal - Your Reliable Business Partner".

Na página da 'internet' da Première Vision, na apresentação da conferência, Portugal é apontado como "um parceiro de proximidade competente, competitivo e estável" e também como "um dos países mais comprometidos em matéria de economia circular".

O secretário de Estado da Internacionalização é um dos oradores da conferência para transmitir a mensagem de que "Portugal é um país que soube posicionar-se na cadeia de valor do setor têxtil e vestuário" e que está no mercado com uma oferta marcada pelo "design, tecnologia e serviço a clientes".

"Servimos os nossos clientes com rapidez, participando no processo produtivo e no processo de design. Somos provavelmente a melhor opção de 'near shore' para 'private label'. Ainda na semana passada visitei empresas do setor no Vale do Ave e é muito interessante ver a transformação do setor", sublinhou.

Eurico Brilhante Dias vai aproveitar a vitrina internacional no Parque de Exposições de Paris Nord Villepinte para dizer que Portugal "hoje tem uma oferta distintiva, diferenciada e de elevada qualidade".

"Portugal é hoje um país 'superavitário' na balança de bens e serviços. Os dados de ontem dizem que este ano as exportações, de janeiro a julho, estão a crescer 7,8%, mas que para este 'superavit' o conjunto dos setores da moda tem contribuído. O setor todo da moda tem uma taxa de cobertura de 106 107 %, o que significa que exportamos mais do que importamos", destacou o governante.

A feira Première Vision, que abriu na quarta-feira, decorre até sexta-feira, com uma participação esperada de 60.000 profissionais de 120 países, conta com 67 marcas portuguesas nas áreas dos têxteis, fios/malhas, acessórios, confeção, peles e tendências.

Além do secretário de Estado da Internacionalização, a feira foi esta quinta-feira visitada pelo secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de