Habitação

Portugal com a terceira maior subida do preço das casas da UE

(Joao Silva/ Global Imagens)
(Joao Silva/ Global Imagens)

Preço das habitações em Portugal cresceu mais do que o dobro da média europeia no primeiro trimestre, segundo o Eurostat.

Portugal é o terceiro país da União Europeia em que o preço das casas mais subiu no primeiro trimestre deste ano. O aumento foi de 9,2%, na comparação com o mesmo período de 2018. Apenas a Hungria e a República Checa tiveram subidas mais significativas, revela esta quarta-feira o gabinete de estatísticas europeu Eurostat. Na UE, a subida média foi de 4%.

O país ganha ainda mais destaque na comparação com o último trimestre: os preços das casas em Portugal foram os segundos que mais aumentaram na União Europeia: mais 3,6%. Apenas a Hungria registou um agravamento mais significativo: mais 3,7%. A média europeia foi de 0,3%.

Em sentido contrário, Itália é o único país da União Europeia que regista uma descida no preço das casas, quer na comparação anual quer na comparação com o trimestre anterior, indica o mesmo gabinete de estatística.

Entre 2013 e 2018, o preço das casas em Portugal subiu perto de 40%. Na União Europeia o aumento médio não chegou aos 20%, conforme o Dinheiro Vivo escreveu no final de junho.

O Governo português, para travar esta escalada, apresentou o programa de Arrendamento Acessível, com a definição de tetos máximos de renda e também limites aos rendimentos das famílias. Pode saber mais sobre este programa através deste artigo – Rendas acessíveis. Tudo aquilo que precisa de saber

(Notícia atualizada às 10h32 com mais informação)

Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
Teste - Redação DV

Liberdade e sustentabilidade dos media, com ou sem apoio do governo?

Regime dos residentes não habituais garante isenção de IRS a quem recebe pensões do estrangeiro.
(Reinaldo Rodrigues/Global Imagens)

Primeiros 18 residentes não habituais prestes a perder benefício

Miguel Albuquerque, do PSD Madeira.

Projeção. PSD perde maioria absoluta na Madeira

Outros conteúdos GMG
Portugal com a terceira maior subida do preço das casas da UE